Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Competência profissional

Jaime de Moura Ferreira (Administrador, consultor organizacional, professor universitário, escritor, sócio fundador do Rotary Club Lauro de Freitas. E-mail: jamoufer@atarde.com.br) - Em 08/09/2015

Jaime de Moura FerreiraCompetência profissional pode ser definida pela capacidade das pessoas em gerir uma organização, atingindo a eficiência e a eficácia.

Este texto é aplicável a todos os líderes de qualquer organização, sejam empresariais, educativas, políticas, esportivas, sociais, etc. O modelo é constituído pelo somatório de diversos fatores comportamentais, técnicos e espirituais de uma pessoa, aplicados em perfeita sinergia, em seus ambientes profissionais e nas relações interpessoais.

Sem preocupação com a ordem de importância apresenta-se, em ordem alfabética, os principais requisitos que constituem a competência profissional:

Compatibilidade entre o discurso e ação: Esse requisito é extremamente importante para as pessoas que ocupam cargos gerenciais. Existem muitos dirigentes fascinantes em seus discursos e decepcionantes em suas ações. Quando se assume a presidência de uma empresa, uma diretoria, uma superintendência, a gerência de um órgão qualquer, ou participa de um grupo social, todos passarão a observar essa pessoa, atentamente, ou para confirmar o que já sabem, ou para verificar se vai trazer ou produzir alguma novidade. Sábios são os que mostram os resultados do seu trabalho, para avaliação dos demais.

Comportamento Pessoal no Trabalho: O ser humano deve, sempre, preocupar-se com seu modo de agir, de se apresentar e de suas atitudes, de acordo com o ambiente onde se encontra. No trabalho é necessário que o profissional desenvolva um estilo comportamental compatível com o ambiente, notadamente aqueles que ocupam cargos gerenciais e de lideranças, sem excessos para mais ou para menos, mas que lhe permita ser diferenciado. Os principais atributos para um comportamento diferenciado são: humildade, educação doméstica, simpatia, capacidade de ouvir, discernimento para responder às pessoas, maneira de se vestir (simples, porém adequada à situação), compreensão, tranquilidade e percepção geral.

Comunicação: A pessoa que deseja conseguir sucesso profissional tem que se dedicar bastante à arte da comunicação. Para isso é necessário que se conheça o mercado onde atua e as diversas regras e normas que determinam o que, quando, onde, para quem, como e o quanto se comunicar. Porém, é muito importante que essa comunicação seja desenvolvida de forma espontânea, com muita sinceridade e honestidade, sob pena do profissional ser desmascarado e entrar em irreversível processo de desgaste.

Conhecimento e Respeito à Organização e suas Normas: É necessário o profissional conhecer a fundo os estatutos, regulamentos, normas e instruções operacionais e culturais da organização, bem como criar, para si próprio, um nível de respeito e admiração para com essa entidade. No entanto, caso não concorde com as diretrizes da organização e não tenha condições de mudá-las, restam duas alternativas: adaptar-se a essas diretrizes e respeitá-las, ou transferir-se para outra organização.

Disciplina, organização e planejamento: São três atributos fundamentais para qualquer profissional. A disciplina determina a ordem racional para o atingimento de objetivos, com harmonia. A pessoa pode possuir o melhor embasamento técnico do seu grupo, em qualquer atividade, mas se não for disciplinado, poderá até atingir a objetivos, individualmente, mas, dificilmente terá sucesso reconhecido pelo grupo.

A organização, que aqui se aborda, não se confunde com arrumação física, mas refere-se à “organização mental”. Sábias são as pessoas que possuem extraordinária capacidade de organizar as diversas ações de sua vida, quer pessoal, familiar, social, empresarial, etc. de forma estreitamente interconectada, sem permitir, todavia, que a execução de uma possa atrapalhar a realização da outra.

É muito difícil existir um ser humano de sucesso sem o respaldo de um planejamento bem elaborado. O que é o planejamento?

Nada mais do que a definição do futuro e a identificação das melhores condições para alcançá-lo. O planejamento do seu destino dependerá, exclusivamente, da sua tomada de decisão, a qual deverá contemplar “o que focalizar”, “quais as coisas que pretende alcançar e o seu significado” e “o que fazer para criar os resultados almejados”.

Dispensar bom tratamento aos pares e subordinados: Para que o profissional ganhe confiança e respeito dos seus pares e subordinados é necessário que lhes dispense tratamento civilizado, atencioso e honesto. Procurar ser o mais uniforme possível, não deixando transparecer qualquer discriminação, entre os componentes da equipe. Evitar formação de “grupos de interesse”. Incentivar ações que integrem as pessoas.

Parabenizar e premiar aqueles que, efetivamente, merecem ser ressaltados, informando a todos sobre suas ações meritórias. Ter coragem de criticar, diretamente, os que ainda não alcançaram os padrões desejados. Porém não se faz essas críticas na frente dos outros e sim, particularmente.

Embasamento técnico: O profissional deverá absorver, permanentemente, conhecimentos técnicos diversos, não só de sua área de atuação, quer seja especialista ou generalista. A cada dia, em razão das necessidades diversas, essa carga de aprendizado fica mais pesada e mais complexa, principalmente em razão do avanço tecnológico. Quanto mais se aprende, mais assunto surgirá para ser absorvido.

Iniciativa: Significa “fazer acontecer”, assumir a responsabilidade para a execução, e transformar idéias em ação. Muitas pessoas são boas de discursos, têm ideias brilhantes, mas falta-lhes a força mental para executá-las.

Respeito aos superiores hierárquicos: O profissional competente demonstra, acima de tudo, respeito pelos seus superiores hierárquicos, sem, contudo, confundir com subserviência. O primeiro é uma virtude; e a segunda, uma deformação de caráter.

Mas, é bom lembrar: nem sempre os resultados lhes serão favoráveis. No entanto, não encarar os resultados negativos como fracasso, mas, sabiamente, como referência para tomadas de melhores decisões, no futuro e, acima de tudo, uma grande lição que a vida lhe oferece. 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web