Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Teatro infantil marca mês das crianças no Cine Teatro

Redação Vilas Magazine - Em 01/10/2015

A programação deste mês no Cine Teatro de Lauro de Freitas é das crianças, no mês delas. “Teatro, Outubro é das Crianças” é a proposta do projeto organizado pelos pro dutores culturais da cidade. A ideia é levar ao palco muita diversão e conscientização ambiental por meio de contos e fábulas.

A programação será aberta com o Projeto Escola, no dia 7, com a apresentação do espetáculo A Menina Que Roubava Lixo em sessões fechadas para estudantes locais durante todo o dia. Nos dias 10 e 17 acontecem ações de divulgação e conscientização com a Trupe de Atores em diversos pontos da cidade – Praça da Matriz, Largo do Caranguejo e orla de Vilas do Atlântico. A mensagem é o descarte responsável dos resíduos. Já nos dias 11 e 18 acontecem espetáculos abertos ao público, com sessões às 10h e 17h.

No dia 11 às 17h é a vez de apresentar A Menina Que Roubava Lixo para o público em geral. No dia 18, às 10h sobe ao palco A Gazeta do Palhaço e no dia 18 às 17h as Fábulas Fabulosas.

O Cordel das Fábulas Fabulosas

A produção traz um macaco lutando por sua banana, um leão preso na armadilha de um caçador, as aventuras de um velho para vender seu burro e a mais tradicional de todas as fábulas: A Cigarra e a Formiga. A peça vem com a assinatura de qualidade da Cabriola Cia de Teatro, de Salvador, sob a direção de Heraldo Souza.

Cordel das Fábulas fabulosas
Etiene Bouças e Heraldo Souza no Cordel das Fábulas Fabulosas: lúdico e pedagógico 

Fundindo os elementos do lúdico e do pedagógico, as histórias são protagonizadas por animais que possuem características humanas. Ao mesmo tempo que distraem o espectador, ilustram experiências e vivências próprias dos seres humanos. Desta maneira, a aparência de entretenimento camufla a proposta didática presente na peça.

O texto segue a estrutura da literatura de cordel. E para contar as histórias, os atores Etiene Bouças e Heraldo Souza utilizam técnicas de origami, máscaras, fantoche e danças folclóricas como a do Cavalo Piancó, que imita o trote de um cavalo manco.

A Gazeta do palhaço

O espetáculo envolve a arte teatral e circense, com a Trupe da Alegria trazendo cenas dos bastidores com muito humor e desafios. Palhaços tocam, cantam, dançam e fazem acrobacias. Com magia e encanto se divertem, voltando a ser crianças, brincando.

A montagem é do grupo Revolução Teatral, formado por 14 adolescentes e jovens. O grupo foi se formando ao longo das atividades do Ponto de Cultura da Associação Cultural Tupã e agora é um dos grupos permanentes da entidade.

O Revolução Teatral marcou sua estreia com a peça O Nascimento do Menino Salvador em 2011. Em 2012 montou e estreou o espetáculo Adolescência, resultado de processo artístico de oficina de teatro, onde são discutidos temas que envolvem a faixa etária e suas relações com a comunidade. A Gazeta do Palhaço é a terceira montagem do grupo.

A Menina Que Roubava Lixo

A trama de A Menina Que Roubava Lixo gira em torno de uma menina-boneca chamada Luna. Quando reaproveitada e restaurada pelo seu cuidador, Luna ganha vida e se torna animada, mas não consegue entender o porquê de tanto lixo nas ruas da cidade.

Ela encontra um objeto precioso, conhece um grande amigo, um vendedor de jornais e passa a querer interferir no comportamento dos cidadãos, por meio de uma surpreendente campanha, a “Vacina Ética”.

Com um elenco todo formado por atores e atrizes das oficinas de montagem do Polo de atores de Lauro de Freitas, a peça possui figurino requintado, com 80% de material reciclado. Analya Valle, designer de moda, é quem assina a criação juntamente com Roca Taboca. 

Publicidade
Você Viu? Nov/2017
Tribuna do Leitor Consulta
Tribuna do Leitor Correção
Tribuna do Leitor Sugestão
Tribuna do Leitor Agradecimentos
Tribuna do Leitor A burocracia dos absurdos
Veja todas as notícias de Nov/2017
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web