Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Armazenagem de recursos hídricos marca Dia Mundial da Água

Redação Vilas Magazine - Em 04/04/2016

De acordo com alerta da Organização das Nações Unidas (ONU) neste último Dia Mundial da Água, em 22 de março, será preciso viabilizar “infraestrutura suficiente para gerenciar e armazenar a água” ou haverá perda de empregos, com efeitos negativos para o crescimento econômico mundial nos próximos anos.

O aviso consta da edição de 2016 do Relatório Mundial das Nações Unidas para o Desenvolvimento de Recursos Hídricos, produzido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em nome da ONU Água. Com o tema a água e o emprego, o relatório mostra que 78% dos empregos que constituem a força de trabalho mundial são dependentes dos recursos hídricos.

O aspecto econômico da crise da água em todo o planeta foi destacado em Lauro de Freitas pelo vereador Antônio Rosalvo (REDE), presidente da Câmara Municipal, como parte da divulgação dos princípios do partido que vem ocorrendo na cidade. “A sustentabilidade é um princípio em si mesmo, mas o objetivo é atingir resultados concretos, como a preservação de empregos”, disse.

Em relação aos reservatórios, outra preocupação do vereador está relacionada à represa do Joanes, no Jambeiro, que tem função essencial no abastecimento de Salvador e Lauro de Freitas. “Há um crescente acúmulo de lama na represa, que teve as comportas lacradas em 1992, quando foram detectadas rachaduras na base”, conta ele. “Já pedi à Embasa que inspecione a barragem”, completou. Para ele, é necessário reativar as comportas “para não exigir esforço demasiado da represa”. Rosalvo defende a necessidade de investigar os efeitos do acúmulo de lama no fundo da represa, que “foi feita pra represar água e não lama”.

A Unesco estima que mais de 1,4 bilhão de empregos, ou 42% do total da força de trabalho mundial, são altamente dependentes dos recursos hídricos. Entre os setores mais atingidos estão a agricultura, indústria, silvicultura, pesca e aquicultura, mineração, o suprimento de água e saneamento, assim como quase todos os tipos de produção de energia. Esta categoria também inclui empregos em áreas como cuidados de saúde, turismo e setores de gestão de ecossistemas.

Também no Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março, o chefe do Departamento de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente Sérgio Antônio Gonçalves revelou, em Brasília, que mais de 36% da água são desperdiçados no Brasil e que apenas 40,8% do esgoto é tratado. O desperdício de água acontece no próprio sistema de distribuição de água, devido a tubulação defeituosa, acontecendo até mesmo antes de chegar às residências.

Em Lauro de Freitas, o Rotary Club homenageou a OSCIP Rio Limpo, “pela contribuição efetiva na recuperação da bacia do Rio Joanes” (leia à pág. 6). Os representantes da organização, Fernando Borba e Caio Marques, apresentaram dados históricos e considerações sobre a situação da Bacia do Joanes, informando sobre o estado das calhas dos rios Sapato, Joanes e Ipitanga. Eles pediram o apoio da comunidade no combate à poluição das águas, recuperação das suas margens – e a devolução de vazão mínima às barragens do Joanes e do Ipitanga.

Barragem do Joanes, no Jambeiro, que tem função essencial no abastecimento de Salvador e Lauro de Freitas: OSCIP Rio Limpo e vereador Antônio Rosalvo pedem vazão de água

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web