Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Programa “praia acessível” recebe deficientes em Vilas do Atlântico

Redação Vilas Magazine - Em 02/05/2016

Vander Santos (centro) com convidados do primeiro dia do programa e o prefeito Márcio Paiva. 

 

A Faculdade Maurício de Nassau inaugurou em abril, em parceria com a prefeitura de Lauro de Freitas, o programa “praia acessível”, destinado a proporcionar a experiência de praia a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

A iniciativa original é da Universidade Maurício de Nassau (Uninassau), em Pernambuco, onde o programa “praia sem barreiras”, premiado nacionalmente, acontece há três anos em parceria com a prefeitura do Recife e de outros municípios pernambucanos.

Na esfera estadual o programa ocorre no âmbito do “turismo acessível” da Empresa Pernambucana de Turismo. Mais de 3,6 mil pessoas já foram atendidas pelo projeto em Pernambuco.

O projeto está baseado na Barraca da Gávea, em Vilas do Atlântico. A promessa da prefeitura é oferecer equipamento e assistência aos interessados todos os sábados, domingos e feriados, das 8h às 15h, por prazo indefinido, com cadeiras de roda flutuantes e esteiras que possibilitam o acesso ao mar, além de práticas recreativas e esportivas com adaptação, como frescobol e vôlei, com acompanhamento de uma equipe.

Na prefeitura de Lauro de Freitas o setor responsável pela parceria é o departamento de Acessibilidade do Gabinete do Prefeito, chefiado por Vander dos Santos, que é cadeirante. Ele elogiou a iniciativa do prefeito Márcio Paiva (PP) pela criação do departamento. “Estamos nos dedicando a este projeto desde o início do ano passado e a intenção é elevar a autoestima dessas pessoas não só pelo acesso à praia, mas também o convívio com outras pessoas”, afirmou.

Haslã Duda, diretor da Maurício de Nassau: todos saem ganhando

 

De acordo com Haslã Duda, diretor da Maurício de Nassau em Lauro de Freitas, a parceria com a prefeitura local pretende fortalecer a inclusão de deficientes na cultura da praia. “A iniciativa irá permitir a integração [entre] instituição de ensino superior, comunidade e poder público e quem sai ganhando são todos os envolvidos, nossos alunos, os professores e principalmente todas as pessoas com deficiência”, disse.

Os alunos do curso de fisioterapia da faculdade atuam no projeto.

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web