Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Stelecom realiza ações voltadas a inibir trotes para PM e Bombeiros

Redação Vilas Magazine - Em 03/05/2016

Números como o 190, 193 e 197 ou ainda os internacionais 911 (Estados Unidos) e 122 (países europeus), que são telefones disponibilizados para qualquer cidadão, no território baiano, realizar ligação gratuitas em casos de urgência e emergência, estão sendo utilizados para trotes, crime que pode resultar de um a três anos de pena. Enquanto as equipes perdem tempo ao atender uma ligação falsa, alguém realmente precisando de ajuda pode ser prejudicado.
 
Somente no Centro Integrado de Comunicação (Cicom), vinculado à Superintendência de Telecomunicações (Stelecom), da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), e é responsável por receber ligações da capital e região metropolitana, são atendidos 11 mil telefonemas por dia, 40% deles, trotes.
 
A coordenadora de gestão da qualidade da Stelecom, que funciona no Centro Administrativo da Bahia (CAB), capitã PM Micheline Costa, informa que um conjunto de medidas é desenvolvido pela superintendência com o intuito de inibir esta prática criminosa, que inclui atividades de conscientização, educativas e também repressivas. “Ao receber as ligações de trote, fazemos um cadastro prévio [com os números]. Portanto, já sabemos de onde partem. Então, retornamos a ligação para os referidos números com o objetivo de orientar os responsáveis pela linha telefônica”.
 
Pessoas com problemas mentais e crianças em idade escolar estão entre as que mais fazem ligações falsas ao Cicom. A capitã afirma ainda que nem sempre as equipes conseguem entrar em contato com o responsável pela linha telefônica. “Nesses casos, informamos o número do telefone para a unidade de Polícia Judiciária para que faça a apuração. Também realizamos palestras nas escolas sobre esta demanda”. Para agendar uma visita à Stelecom ou solicitar uma palestra nas unidades de ensino, as escolas devem entrar em contato pelo telefone (71) 3115-9396.
 
Após receber as ligações no posto de telefonia (call center), os atendentes direcionam a chamada para o teledespacho, de onde profissionais da Polícia Militar da Bahia (PMBA), Corpo de Bombeiros, Departamento de Polícia Técnica (DPT) e da Polícia Civil fazem o encaminhamento das chamadas para as unidades, de acordo com o perfil de cada ocorrência.
 
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web