Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Ipitanga já tem projeto aprovado para substituir barracas de praia

Redação Vilas Magazine - Em 02/06/2016

Praia de Buraquinho aguarda aprovação. Vilas do Atlântico segue sem definições
 
Os futuros quiosques da praia de Ipitanga, no trecho que pertence a Lauro de Freitas, já têm projeto definido. Serão instalados no espaço que hoje serve como estacionamento de veículos, no contexto de uma obra de contenção da orla. O projeto já foi aprovado pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU), já tem fonte de financiamento e empreiteira contratada. De acordo com a prefeitura, as obras podem começar a qualquer momento.
 
O que falta ainda é encontrar recursos para a construção dos 14 quiosques em sete módulos – o mesmo modelo projetado para Buraquinho, que terá onze módulos. Cada um pode custar cerca de R$ 60 mil. Os 18 módulos para as duas praias poderão custar mais de R$ 1 milhão.
 
Com a iminente demolição das barracas de praia em Ipitanga, Vilas do Atlântico e Buraquinho, a prefeitura de Lauro de Freitas quer oferecer alternativas aos comerciantes e frequentadores da orla, mas corre contra o tempo. Para o final de maio estava agendada mais uma audiência da Justiça Federal destinada a definir a derrubada.
 
No mês passado aconteceram vistorias de órgãos federais para a produção de relatórios solicitados pela Justiça. Uma delas foi conduzida por oficiais federais, de acordo com Eliana Marback, secretária de Planejamento de Lauro de Freitas.
 
 
Em Vilas do Atlântico, a última proposta era erguer oito pequenos quiosques em cima do calçadão atual, aproveitando o recuo existente no acesso a algumas alamedas, mas não chegou a haver projeto. O projeto original da prefeitura, que previa o alargamento do calçadão e toda uma infraestrutura urbana, foi descartada em função das reações que provocou entre os moradores da orla. Os terrenos de marinha ocupados pelas residências seriam devolvidos ao uso público.
 
Segundo Eliana Marback, houve consulta dos barraqueiros sobre a possibilidade de instalar barracas em terrenos da orla, mas a prefeitura informou que não existe essa possibilidade. O TAC do loteamento define as quadras da orla de Vilas do Atlântico comode uso residencial.
 
Buraquinho
Para Buraquinho já existe projeto definido, mas ainda não aprovado pela SPU, que recebeu a proposta da prefeitura em abril. O memorial descritivo trata a intervenção como “requalificação da orla da Praia de Buraquinho”, numa área de mais de 33 mil m². As barracas que hoje ocupam a faixa de areia serão relocadas para a praça.
 
Os novos quiosques de Ipitanga e Buraquinho: módulos duplos. À direita, planta de situação da intervenção na orla de Ipitanga: qualificação abrangente do espaço urbano
 
As novas barracas serão divididas em onze módulos, com duas barracas independentes cada um. Cada módulo terá um espaço destinado a mesas. O projeto prevê ainda o ordenamento do sistema viário com a criação de vagas de estacionamento limitado, rampas de acesso para pessoas portadoras de necessidades especiais e a reforma do calçadão existente, com o piso de pedra portuguesa. Outras calçadas serão criadas para fazer a ligação entre os novos quiosques e a praia. A nova infraestrutura incluirá ainda novos brinquedos infantis, equipamentos de ginástica, um módulo sanitário e depósito de materiais de limpeza.
 
Em Ipitanga a área de intervenção atinge 50 mil m². Serão sete módulos com dois quiosques cada um, mais três de serviços diversos. Haverá um novo traçado geométrico para definir o sistema viário existente, com ciclovia e piso intertravado em três cores, criando passeios alternativos para a praia e espaços sociais de convivência que ficarão à disposição dos quiosques. O passeio de pedra portuguesa existente será reformado. De acordo com o memorial descritivo do projeto, haverá um ganho de mais de 8 mil m² de área verde.

 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web