Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Campeão em superar limites

Thiara Reges - Em 14/06/2016

“Estou aqui, em Itacimirim, vitorioso, atleta profissional, para mais uma competição”
 
Jonas Letieri, atleta, sinônimo de conquistas e superação. Esse jovem de apenas 31 anos, é hoje referência do stand-up paddel (SUP), dono do título de campeão do circuito Aloha Spirit 2014, um dos maiores eventos de esportes aquáticos do mundo, e atleta destaque do Payette River Games, em Idaho - EUA em 2015, superando as expectativas de muitas pessoas.
 
Em 2011, quando instalava uma placa na fachada da Igreja que frequenta, Jonas recebeu uma descarga de 13.800 volts. Sobreviveu, mas teve graves queimaduras nas pernas e braços, e os dois antebraços precisaram ser amputados. Foram dois meses entre o acidente e o retorno às águas. Não que tenha sido fácil, mas Jonas tomou a decisão de não desistir dos seus sonhos.
 
Nascido em Santos-SP e apaixonado por esportes, durante a infância Jonas praticava basquete, futebol, capoeira, kung-fu. Mas foi aos 12 anos que se rendeu à liberdade de flutuar nas ondas sobre uma prancha de surf. Hoje, além do SUP, ele é ótimo no skate, sandboard e na natação, e quando questionado “quem é o Jonas hoje, depois de tantas batalhas?”, sua resposta vem de pronto: “Sou um atleta”.
 
“Hoje sou um atleta profissional. As coisas foram acontecendo aos poucos, voltei a surfar, pratico stand-up paddel, e através das várias competições que participei entrei para a elite desse esporte e sou o único paratleta no mundo na categoria”.
 
A adaptação do remo foi ideia sua, usando inicialmente duas argolas de aço inox, e deu mais que certo: Jonas tem conquistado destaque nas competições nacionais e internacionais superando atletas com membros normais.
 
No dia 21 de maio Jonas voltou a surfar nas ondas da Bahia, participando do Bahia SUP Eco 2016 Grand Prix, segunda etapa do circuito brasileiro de SUP Race, na praia de Itacimirim. “Voltar para Salvador, surfar em Itacimirim tem um sabor muito especial. Passa um filme na minha cabeça, com várias etapas da minha vida. E estou aqui, vitorioso, atleta profissional, para mais uma competição.”
 
Esse ano ainda reserva outras emoções para Jonas. No final de julho ele participa da Travessia de Molokai até Oahu, no Hawaí. São 54 km em um dos canais mais profundos e extremos do mundo. E no dia 4 de agosto ele será um dos carregadores da Tocha Olímpica, no Rio de Janeiro. “Na verdade sempre quis ser atleta olímpico, fosse através do ciclismo ou da natação. Mas a minha paixão é o SUP, que ainda não é um esporte olímpico, então eu fiquei muito feliz em ser um dos atletas que terá a honra de carregar a tocha olímpica.”
 
Melhores Resultados
Payette River Games (Cascade, Idaho, EUA), 2015: atleta destaque; Tríplice Coroa 34,1 km etapa (RJ), 2015: segundo colocado; 10º Terra, 2015: campeão; Lendas do Surf, 2015: campeão; Enigma SUP, 2015: campeão; IWC, 2015: terceiro colocado; Circuito Brasileiro Race, amador, 2015: quinto colocado; Circuito Carioca de Race, amador, 2015: terceiro colocado; Circuito Aloha Spirit, 2014: campeão; Rei e Rainha do Mar Rio de Janeiro, 2014: campeão; Battle of the paddle Brasil, Florianópolis (SC), 2014: terceiro colocado; Desafio das ilhas Rio de Janeiro, 2014: terceiro colocado; Battle of the Paddle Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 2013: segundo colocado.
 

 

Publicidade
Você Viu? Nov/2017
Tribuna do Leitor Consulta
Tribuna do Leitor Correção
Tribuna do Leitor Sugestão
Tribuna do Leitor Agradecimentos
Tribuna do Leitor A burocracia dos absurdos
Veja todas as notícias de Nov/2017
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web