Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Comerciantes do Centro reagem a proposta de estacionamento pago

Redação Vilas Magazine - Em 06/07/2016

A implantação do estacionamento pago em via pública – a chamada “zona azul” – foi o tema principal da reunião da Associação de Comercial de Lauro de Freitas com empresários do Centro, realizada em primeiro de julho. O encontro faz parte de um ciclo debates mensais.
 
A avenida Praia de Copacabana, em Vilas do Atlântico, é uma das “áreas piloto” que a prefeitura vem estudando para implantar o estacionamento pago. No verão especialmente, a via fica lotada com automóveis dos banhistas que frequentam a praia.
 
Os outros locais da cidade que devem receber o sistema incluem Buraquinho, Jardim Aeroporto, o entorno do Largo do Caranguejo, Portão e Ipitanga. A ideia é implantar o sistema por etapas e não todas de uma vez. A ideia ainda é preliminar, avisou a prefeitura.
 
O tempo de permanência no Centro deverá ser de uma hora, com tolerância de mais uma. O usuário deverá pagar R$ 3 por hora pelo direito de estacionar em via pública.
 
Os comerciantes protestaram contra a ideia, mesmo em termos preliminares, já que uma das vantagens do comércio de rua em relação aos shopping centers é ter estacionamento gratuito. A prefeitura argumenta que o estacionamento pago permitirá fluxo maior de consumidores na área comercial da cidade, uma vez que a disponibilidade de vagas, na prática, vai aumentar – em função da limitação de tempo de estacionamento.
 
Uma das ideias sugeridas pelos comerciantes é que o estacionamento pago funcione apenas durante o horário bancário, quando há maior fluxo de pessoas.
 
O presidente da Associação Comercial Ricardo Souza diz que qualquer mudança que implique em aumento dos custos dos empresários ou que vá impactar o faturamento das empresas tem que vir precedido de muito debate com os empresários.
 
A liberação de alvarás para estabelecimentos comerciais que não têm vagas de estacionamento foi objeto de críticas de comerciantes que foram obrigados a oferecer vagas para os seus clientes.
 
A criação de medidas de inibição do comércio ambulante também foi assunto da reunião. Um canal de denúncia junto ao poder público que possa coibir o comércio clandestino fez parte das reivindicações.
 
Reunião da Associação Comercial no Centro: estacionamento pago gera polêmica

 

Publicidade
Você Viu? Nov/2017
Tribuna do Leitor Consulta
Tribuna do Leitor Correção
Tribuna do Leitor Sugestão
Tribuna do Leitor Agradecimentos
Tribuna do Leitor A burocracia dos absurdos
Veja todas as notícias de Nov/2017
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web