Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Boas Notícias

Carlos Accioli Ramos (Diretor - Editor) - Em 04/08/2017

Boas Notícias
Julho é sempre tempo de lembrar a emancipação política de Lauro de Freitas, no dia 31, que leva às celebrações oficiais, na verdade mais uma oportunidade para oferecer espetáculos musicais em praça pública durante o fim de semana. A rigor, ninguém se dá ao trabalho de refletir nem sobre emancipação, nem política nem Lauro de Freitas. A discussão gira mesmo é em torno da escalação das bandas que subirão ao palco.
 
Os anos passam – já vamos no 55º – e a narrativa da história que aguarda resgate se repete sem que os responsáveis políticos se mexam para dar conta desse recado. Defender a herança cidadã dos 459 anos de Santo Amaro de Ipitanga tornou-se um exercício romântico que nem à tribuna dos eleitos parece mais interessar.
 
Questões mais candentes ocupam os dias dos nossos representantes. Há o novo shopping center, que vai gerar ainda mais trânsito, mas também mais comércio, mais empregos e mais impostos. Há o metrô chegando ao aeroporto sem a integração com o transporte público rodoviário definida. Há a ciclovia para construir e motoristas para educar no respeito aos ciclistas, pedestres e entre eles mesmos. Há o novo núcleo urbano periférico, planejado para as margens da via expressa, que está ficando pronta. Há o futuro hospital metropolitano, estrutura de grande porte a ser construída ali para as bandas de Areia Branca. Há o Parque Ecológico reaberto, para onde as famílias tem corrido em busca do seu metro quadrado de lazer em espaço público. Há a drenagem da Lagoa da Base para resolver sem despejar o fluxo no Sapato. Há o sistema de esgotamento sanitário que precisa ser concluído e há os cursos d’água que apodrecem um pouco mais todos os dias, contaminando também as praias. Há os superlativos índices de criminalidade do município e o debate sobre a propriedade dos rankings. E há ainda os buracos no asfalto, que são o que realmente interessa resolver, na opinião da maioria dos cidadãos eleitores do lado de cá da Estrada do Coco.
 
Num cenário de grandes conquistas em infraestrutura – até mesmo a intenção de concluir o sistema de esgotamento sanitário é melhor que intenção nenhuma – neste 31 de julho talvez a cidade tenha festejado a consolidação do padrão urbano. Lauro de Freitas nunca mais será Santo Amaro de Ipitanga e vamos mudar de conversa.
 
As boas notícias agora chegam todas revestidas em concreto, por cima de asfalto novo, enfeitadas pela sinalização adequada das vias públicas ou afagando calçadas desobstruídas para a circulação de pedestres, embaladas pelo policiamento sempre crescente e muito mais infraestrutura urbana. Nisso e no show de Margareth Menezes domingo à noite na praça, encerrando as comemorações da emancipação.
 
Zoneamento postal
A prefeita Moema Gramacho (PT) fez um apanhado, no final de julho, sobre as ações da prefeitura e do governo do estado para o município. Além de abordar todas as preocupações listadas acima, acrescentou uma boa notícia: de acordo com um representante dos Correios, em setembro já se poderá consultar uma listagem dos vários códigos de endereçamento postal de Lauro de Freitas na internet. Se nada mais acontecer este ano na cidade, mas desta vez realmente sair o zoneamento postal, a cidade já se dará por satisfeita.
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web