Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Prefeitura abre exploração de linhas de ônibus a pessoas físicas

Redação Vilas Magazine - Em 01/09/2017

A prefeitura de Lauro de Freitas anunciou no mês passado a intenção de abrir concorrência pública para a outorga de permissões a pessoas físicas para a exploração do serviço de transporte coletivo por ônibus na cidade. O chamado “transporte alternativo complementar” de Lauro de Freitas é hoje explorado por duas cooperativas que detêm 255 permissões, de acordo com a prefeitura.
 
O novo sistema deverá funcionar de forma integrada ao metrô, com bilhete único que dará acesso às linhas metropolitanas, da capital e do sistema metroviário pelo período de até uma hora. A prefeitura prevê que a integração esteja funcionando até dezembro, quando a estação Aeroporto do metrô deve entrar em operação. “Um TAC permitirá a iniciação da bilhetagem eletrônica”, explicou o secretário de Transportes de Lauro de Freitas, Olinto Borri.
 
Não foram revelados os termos em que a concorrência se dará, nem as exigências específicas que o edital de concorrência deve trazer para garantir alguma qualidade ao transporte coletivo local, mas Borri destacou que serão “micro-ônibus com wi-fi e acessibilidade para idosos e cadeirantes” – o que implicará em renovação da frota ou adaptação dos veículos atuais.
 
Reunião com os atuais permissionários: dúvidas e sugestões
 
“Queremos um transporte de qualidade para a nossa população”, garante Borri. A qualidade do serviço de ônibus determinará o maior ou menor sucesso da integração com o metrô e da viabilização da futura estação no Km 3,5 da Estrada do Coco, que depende do aumento do movimento no Aeroporto.
 
A organização do novo sistema prevê linhas classificadas em Leste – que transitariam em Areia Branca, Vida Nova, Itinga e Portão – e Oeste, para o Centro, Ipitanga, Vilas do Atlântico e Buraquinho.
 
O Projeto de Lei para execução das licitações – que envolve também o sistema de táxis – ainda será enviado para aprovação da Câmara Municipal, onde as cooperativas de transporte deverão acompanhar o processo de perto. Em julho, durante uma apresentação da prefeitura sobre as obras da estação Aeroporto do metrô, os permissionários das cooperativas já haviam se manifestado, cobrando apoio da prefeita Moema Gramacho (PT).
 
Entretanto, a prefeitura já realizou a primeira de várias reuniões prometidas aos concessionários. “Reuniões como esta serão realizadas periodicamente. Queremos tirar dúvidas e ouvir sugestões”, disse a prefeita no mês passado. “Estamos aqui para iniciar este processo administrativo de forma democrática, proporcionando condições jurídicas para a prestação do serviço”, explicou.
 
De acordo com a prefeitura, a cidade tem hoje 366 carros fazendo transporte de passageiros, 48 dos quais em situação questionada, sub judice. Com a licitação, o número de licenças será ampliado para até 396.
 
Segundo o secretário de Trânsito, Olinto Borri, a reestruturação do sistema de transporte público prevê ainda o ordenamento dos pontos de táxis, a capacitação periódica dos condutores e avaliação da frota em períodos pré-determinados.

 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web