Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Brechós: Bons, Baratos e Sustentáveis

Redação Vilas Magazine - Em 13/09/2017

No século 19, um mascate chamado Belchior ficou conhecido no Rio de Janeiro por vender roupas e objetos de segunda mão. Ao longo do tempo, todos os estabelecimentos do mesmo segmento adotaram o seu nome, que por corruptela passaram a chamá-los de brechós.

“Os brechós da atualidade, surgiram para barrar o modelo do ‘fast fashion’, um padrão de produção e consumo no qual os produtos são fabricados, consumidos e descartados. Em vários deles, você consegue comprar peças excelentes, a um baixo custo”, explica Daniela Abreu (dir.) , sócia da Amei! Brechó Boutique. “Foi-se a época em que brechó era associado a traças, roupas velhas, quinquilharias e mofo. A reinvenção do conceito de brechó tornou-se sinônimo de economia, acessibilidade e, principalmente, sustentabilidade.”

Sucesso na Europa e nos Estados Unidos, os brechós no Brasil viraram verdadeira tendência de moda, deixando de lado o sinônimo de coisas velhas e antiquadas, caindo no gosto de consumidores de diferentes classes. Hoje, já são mais de 11 mil estabelecimentos especializados e espalhados pelo Brasil.
 
Daniela ressalta que, independentemente do perfil da clientela, o empresariado que atua nesse segmento precisa estar atento a todas as etapas do consumo e quebrar o 
paradigma de que os brechós são lugares

 feios e entulhados de roupas velhas. “Hoje é necessário olhar para o setor de brechós de forma mais profissional e crítica. Os estabelecimentos precisam estar localizados em lugares confortáveis, bonitos e seguros, com facilidade de estacionamento para seus clientes e fornecedores”. Com base nesses critérios a Amei! Brechó Boutique fixou sua primeira unidade em Vilas do Atlântico no Shopping Villaverde Street Mall. “Além disso, as lojas de brechós devem ter vitrines atraentes, peças expostas em lugares adequados e o ambiente sempre bem cuidado. Ouço constantemente aqui na Amei! Brechó Boutique nossos clientes exclamarem: aqui nem parece um brechó!”
 
Em tempos de economia criativa, sustentabilidade e inovação, os brechós fazem parte de um novo modelo de consumo cada vez mais em alta. Os brechós se tornaram uma grande oportunidade para quem compra e também para quem vende. “Quantas vezes você comprou roupas por impulso achando que iria arrasar com ela, mas quando chegou em casa, viu que não era o que você esperava?” ressalta Daniela, lembrando que o hábito de consumir em brechós vem de muito tempo. “Em 2007, a atriz Angelina Jolie usou um vestido de brechó na première do filme O Poderoso Coração, que custou apenas U$26”.
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web