Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Observatório Social começa a fiscalizar contas públicas em Lauro de Freitas

Redação Vilas Magazine - Em 06/01/2018

O Observatório Social do Brasil (OSB) de Lauro de Freitas, entidade que se dedica a acompanhar as licitações públicas e os gastos promovidos por agentes políticos municipais em mais de 100 cidades de 18 estados, elegeu em dezembro a sua primeira diretoria.
 
O advogado Diego Sued Alves de Araújo, 28 anos, ligado à Ordem dos Advogados do Brasil, foi eleito presidente. O aposentado Denis Dinigre, 74 anos, membro do Conselho Municipal de Saúde, é vice-presidente para Assuntos Administrativo-Financeiros. A vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças é a empresária Inna Porto, 39 anos. Assuntos de Produtos e Metodologia é a pasta da advogada Rina Fonseca, 36 anos, ligada à Faculdade Maurício de Nassau. A vice-presidência para Assuntos de Controle Social é a contadora Iara Dórea, 47 anos, representante do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-BA) e do OSB nacional.
 
Jaime de Moura Ferreira, 74 anos, administrador e professor universitário aposentado, representa o Rotary Club Lauro de Freitas no Conselho Fiscal, ao lado de Márcio Costa, 64 anos, coordenador geral da Sociedade Amigos do Loteamento Vilas do Atlântico (SALVA) e do sociólogo Luís Eduardo Andrade da Silva, 39 anos, da Unime. O fotógrafo Igor Araújo Sales, 37 anos, a contadora Ana Bárbara Coelho, 47 anos e o consultor de vendas Iuri Alisson de Jesus Abreu, 20 anos, são suplentes.
 
Os membros da diretoria e conselho fiscal, que por exigência estatutária não têm filiação nem atividade política partidária, representam no OSB Lauro de Freitas as entidades de que fazem parte. O método de trabalho do OSB é informar os gestores públicos e o Ministério Público (MP) sobre qualquer irregularidade constatada nas auditorias permanentes às contas do município.
 
A prefeitura local recebe comunicação prévia e a oportunidade de corrigir o procedimento. A entidade não faz denúncias públicas, nem permite que seus membros façam uso político dos trabalhos. A entidade trabalha apenas tecnicamente, junto aos gestores públicos e, se necessário, para municiar o MP, que então atua dentro do seu papel legal. Para isso, conselhos profissionais dão pareceres especializados, em parceria com OSB.
 
A cada quatro meses o Observatório Social prestará contas à comunidade, apresentando os resultados do trabalho desenvolvido, oferecendo indicadores da gestão pública local comparados aos de outros municípios do mesmo porte e apresentando relatório sobre os recursos públicos economizados pela ação dos voluntários. As unidades municipais do OSB têm um único funcionário, que é o coordenador executivo. Por princípio, o OSB não recebe recursos públicos. Todos os demais participantes, diretoria incluída, são voluntários. Qualquer organização ou cidadãos podem participar da entidade que fiscaliza os gastos do poder público municipal, entrando em contato pelos tels.: 71 99622-4888 e 99912-8389.
 
(A partir da esq.) Igor Sales, Luís Eduardo da Silva, Rina Fonseca, Inna Fernandes, Diego Araújo, Denis Dinigre, Iuri Abreu e Jaime Ferreira
Publicidade
Você Viu? Abr/2018
Tribuna do Leitor Poluição sonora
Tribuna do Leitor Poluição Sonora
Tribuna do Leitor Poluição Sonora
Tribuna do Leitor Poluição Sonora
Veja todas as notícias de Abr/2018
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web