Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Vilas Magazine ano 20

Carlos Accioli Ramos (Diretor - Editor) - Em 06/01/2018

No 20º ano de circulação ininterrupta, a Vilas Magazine consolida o seu papel como órgão de imprensa de Lauro de Freitas, muito além do guia de comércio e serviços que caracteriza a publicação desde 1999. A revista cresceu, ao longo dos anos, tanto quanto cresceu a cidade, embora a sólida e progressiva sustentabilidade deste órgão de imprensa não tenha sido acompanhada pela aglomeração urbana em que vivemos hoje.
 
A Lauro de Freitas de há 20 anos era uma cidade ainda viável, sem as ruas tomadas por uma frota impossível de veículos, sem a ocupação urbana irresponsável que nessas duas décadas transformou a cidade. Para muitos, tudo isso representa desenvolvimento. Para os nossos representantes políticos, certamente. Vão longe os dias em que o último agente público municipal comprou briga pela preservação de Lauro de Freitas.
 
Faz 15 anos que a prefeitura ameaçou, pela primeira vez, tamponar a tubulação de lançamento clandestino de esgoto nos cursos d’água. Ameaçou, mas nunca cumpriu a ameaça porque o enredo político é sempre mais relevante do que a preservação da cidade. Faz oito anos que foi anunciada a obra do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Lauro de Freitas, iniciada e nunca concluída.
 
Faz 15 anos que a cidade produziu o seu primeiro Plano Diretor – dez desde que ele foi refeito do zero como se o primeiro não tivesse sido elaborado – ambos cheios de promessas e boas intenções. Uma delas era a contenção do gabarito dos prédios – nada que exigisse investimento de mundos e fundos, como a construção de um “Parque da Cachoeirinha”, que ficou no esquecimento, ou do SES, que até aqui parece votado ao mesmo destino.
 
De tudo isso a Vilas Magazine deu testemunho em suas edições ao longo de duas décadas, nunca deixando de expor, com todas as letras, os fatos como eles são. Numa cidade pequena, de relações muito próximas, em que o dono da mercearia é compadre do barbeiro, fica mais complicado fazer jornalismo com seriedade e responsabilidade.
 
Inúmeras vezes este órgão de imprensa sofreu pressões de todos os tipos para publicar – ou deixar de publicar – isto e aquilo, conforme mudava o rumo para onde sopram os ventos. Às vezes diretamente, outras vezes por interferência dos compadrios. Nem sempre foi possível acomodar todas as tensões, mas a busca por uma postura de imparcialidade e isenção nos permitiu mostrar ao público que ninguém “bota na revista” – como ainda se diz na cidade – esta ou aquela informação porque mais lhe interessa, porque tem contatos privilegiados.
 
Ao longo destes 20 anos foi preciso educar de agentes públicos a protagonistas da sociedade civil para o papel que desempenha um órgão de imprensa. A meta foi atingida, mas hoje convivemos com múltiplas fontes de informação – blogs informais, muitas vezes – que muitas pessoas confundem com meios de comunicação social. A Internet e particularmente a disseminação das redes sociais ampliou a liberdade de expressão ao ponto do paroxismo.
 
Nessa esfera, 2017 fica marcado pela popularização global do termo “fake news” – notícias falsas – assunto predileto do presidente dos Estados Unidos, ele próprio grande disseminador de falácias em redes sociais, de acordo com a grande imprensa norte-americana. Hoje é possível martelar qualquer fantasia na cabeça das pessoas, por meio de um blog particular, de perfis em redes sociais e até por meio dos grupos de Whatsapp. A qualquer texto produzido por qualquer um, sem qualquer fundamento, nem mesmo técnico, hoje se dá o nome de “matéria”. Vídeos gravados em qualquer celular correm as redes sociais sem o devido tratamento, sem o contexto adequado. Tudo isso concorre para confundir o público.
 
Mas tudo isso também torna mais relevante a missão dos órgãos de imprensa, comprometidos com a produção de jornalismo, credíveis e confiáveis. A Vilas Magazine continuará a fazer o seu papel no contexto local, com a serenidade de sempre, buscando sempre prestar um serviço sem estar a serviço de ninguém. É isso que o 20º ano de circulação promete para o futuro.
 
Por isso 2018 é um ano muito especial para todos que fazemos a Vilas Magazine. Estreamos em janeiro de 1999, como um jornal – com acabamento de revista – destacando em nosso editorial o mote da nossa chegada: “Visando suprir uma carência que se constata no mercado editorial de Lauro de Freitas, pela não continuidade de circulação de periódicos – poucos jornalísticos e muitos caça-anúncios, de duvidosas tiragens – Vilas Magazine começa a circular, neste primeiro mês do ano de 1999, assumindo o propósito de se tornar um veículo regional, dedicado a divulgar assuntos que sejam do interesse dos moradores da região, sem se afastar jamais do comportamento ético que deve nortear, sempre, os compromissos de um veículo jornalístico”.
 
Desde então, nos mantivemos sempre presentes em momentos importantes da nossa comunidade, dando visibilidade às boas notícias, boas parcerias, e principalmente, histórias que compõem a efervescência cultural de Lauro de Freitas e região.
 
Celebramos em 2018 nossas Bodas de Porcelana. Um feito para poucos e sem precedentes no mercado editorial de Lauro de Freitas e região. Construímos uma relação que se mostra duradoura, embasada em mútua confiança e respeito, entre a Vilas Magazine e a comunidade, valores conquistados e mantidos através de posturas éticas, seriedade de ações, independência responsável, imparcialidade e credibilidade, muita credibilidade, dando espaço para a comunidade reivindicar ações para o seu bem-estar.
 
A partir de 2006 optamos definitivamente pelo formato padrão de revista, forçados pelo aumento de tiragem, partindo para impressão em máquinas rotativas, ideais para grandes tiragens editoriais.
 
Em muitas edições dos janeiros da nossa história, estão registradas algumas transformações importantes: crescemos para melhor atender nossos leitores, e inauguramos a nova sede da revista; acompanhamos o anúncio do início das obras voltadas para a realização da Copa do Mundo no Brasil; a proposta de um centro de judô em Ipitanga e a construção de uma unidade do IFBA, em Itinga. Registramos o nascimento de pequenos futuros leitores e vimos Janssen Villian Ramos Costa, 17, se tornar Jovem Embaixador, fazendo imersão nos Estados Unidos.
 
Em 2018 queremos enriquecer ainda mais a nossa história e você, leitor, é peça fundamental nesse projeto. Envie e-mail para redacao@vilasmagazine.com.br contando a sua relação com a revista Vilas Magazine.
 
Réveillon
À data do fechamento desta edição (29/12/17), antes das festas da virada do ano, a cidade ainda era toda preparativos. Todos estimamos que a multidão que era esperada em Lauro de Freitas para os três eventos de grande porte – dois privados, em Vilas do Atlântico e um público, em Itinga – tenha sido recebida com a necessária atenção. Ao conceder alvarás para a realização desses eventos, a prefeitura certamente sabia o que estava fazendo, na certeza de que eventuais tumultos pudessem ser contidos pela ordem pública em nome do bem maior, que é a comunidade.
Publicidade
Você Viu? Abr/2018
Tribuna do Leitor Poluição sonora
Tribuna do Leitor Poluição Sonora
Tribuna do Leitor Poluição Sonora
Tribuna do Leitor Poluição Sonora
Veja todas as notícias de Abr/2018
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web