Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Prefeitura anuncia esforço para reverter resultados medíocres no IDEB

Redação Vilas Magazine - Em 28/09/2018

O secretário Paulo Nacif anuncia o Mil para uma plateia de educadores: “os índices são norteadores de metodologias a serem aplicadas”
 
No mês em que o Ministério da Educação divulgou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 2017, com resultados medíocres especialmente no ensino médio, mas não só, a secretaria municipal de Educação de Lauro de Freitas anunciou um novo esforço para atingir e superar as metas estabelecidas pelo Sistema Nacional de Ensino e Plano Nacional de Educação (PNE).
 
Os resultados da educação pública melhoraram ligeiramente para os anos iniciais (Fundamental I) em 2017, com o índice passando de 4.3 para 4.5, mas ficaram muito abaixo da meta projetada, que era 4.9. A meta para 2019 é obter um índice de 5.2. Para 2021, o objetivo é chegar a 5.5.
 
Já nos anos finais (Fundamental II), o índice da rede pública de Lauro de Freitas piorou, caindo de 3.6 para 3.5, longe da meta para 2017, que era 4.2. O esforço agora é atingir 4,4 em 2019 e 4,7 em 2021.
 
No intuito de atingir as metas, a prefeitura apresentou o “Programa de Melhoramento do IDEB de Lauro de Freitas” (Mil). Mais de 100 profissionais da rede municipal de ensino participaram do anúncio, no dia 12 de setembro. “Não vamos nos limitar aos indicadores, mas devemos ponderar que os índices são norteadores de metodologias a serem aplicadas”, admitiu o secretário de Educação Paulo Gabriel Nacif.
 
O programa propõe que professores, gestores, coordenadores e demais representantes da educação desenvolvam projetos específicos nas suas unidades escolares, considerando determinados princípios e diretrizes. O programa será formatado a partir de propostas que já estão sendo recebidas.
 
As notas do IDEB são calculadas pela multiplicação do resultado da Prova Brasil e o fluxo escolar – e devem mesmo servir de parâmetro para a formulação de políticas educacionais. A ideia é que, se o desempenho é insuficiente, algo deve mudar.
 
“É importante que tenhamos os faróis acesos para o futuro”, disse Paulo Gabriel, adiantando que o Mil constará de palestras e outras ações nas escolas, para que estas desenvolvam projetos de melhoria. A Coordenação de Monitoramento, Gestão e Controle de Qualidade da secretaria disponibiliza dados para que os profissionais da educação possam planejar ações com foco em resultados.
 
Em Lauro de Freitas, 58 escolas participaram da mais recente avaliação. De acordo com a prefeitura, embora a rede municipal não tenha alcançado a meta projetada para 2017, o índice da maioria das escolas melhorou em relação às duas últimas edições, em 2013 e 2015.
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web