Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Liberação de novos condomínios compromete ainda mais a mobilidade urbana de Lauro de Freitas

Redação Vilas Magazine - Em 01/11/2018

 
Quase dois mil novos apartamentos nas imediações de Vilas do Atlântico prometem alavancar o movimento comercial e de serviços na região – e aumentar ainda mais a densidade urbana de Lauro de Freitas, que já tem 3.421 habitantes por Km².
 
As novas 1.960 unidades residenciais serão pequenos apartamentos de dois quartos – em áreas de 40 m² a 52 m². A uma média de quatro pessoas por família, o conjunto de sete condomínios deve resultar em quase oito mil novos moradores na cidade.
 
Nos últimos oito anos, de acordo com dados do IBGE, Lauro de Freitas experimentou uma explosão populacional de 20% – uma média de 2,5 pontos percentuais por ano. A média nacional é de 1,6% ao ano.
 
 
Com uma população estimada em 195 mil habitantes (2018), Lauro de Freitas deve encaixar agora um súbito aumento populacional de mais de 4%, apenas por conta do novo empreendimento imobiliário – tudo isso numa cidade que continua sem sistema de esgotamento sanitário adequado.
 
O empreendimento, chamado pela MRV Engenharia como “o maior complexo imobiliário da história de Lauro de Freitas”, será erguido na área do antigo Jóquei Clube, atrás da Unime. Inscrita no Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal, em 2008, como Zona Especial de Interesse Ambiental (ZEIA), a área foi transformada em residencial no início de 2012 por proposta da prefeitura de Lauro de Freitas.
 
Embora todo o perímetro do empreendimento já esteja murado, no interior da área existiam pequenas lagoas que foram mantidas de acesso público depois da mudança da lei, seis anos atrás. De acordo com informação da construtora, o complexo será “integrado a um parque do bairro”, com “setor das brincadeiras, piquenique, descanso, jogos de mesa, fitness, trilha do pomar, pergolado, parklet e street ball”, num investimento de quase R$ 1,4 milhão.
 
Apesar de se encontrar no bairro do Centro, a quase dois quilômetros da entrada mais próxima de Vilas do Atlântico, através da Lagoa dos Patos, o conjunto vai se chamar “Solar de Vilas”, com sete condomínios internos: Solar das Flores, Solar dos Mares, Solar das Dunas, Solar das Fontes, Solar dos Campos, Solar da Praia e Solar do Porto.
 
Milhares de novos veículos passarão a disputar o mesmo espaço de sempre, diariamente, na avenida Luiz Tarquínio Pontes, suas transversais em direção à Estrada do Coco e nos acessos a Vilas do Atlântico, centro de consumo da região – todas elas vias urbanas já normalmente congestionadas.
 
“Teremos supermercados, farmácias, colégios e toda a rede de comércio e de serviços da avenida Luiz Tarquínio e Vilas para comodidade dos novos moradores”, destaca Luis Felipe Monteiro, gestor comercial da MRV na Bahia, em comunicado distribuído à imprensa. “Este será o maior complexo imobiliário da história de Lauro de Freitas e o maior empreendimento já lançado pela MRV na Bahia, aquecendo o mercado e contribuindo com a retomada do crescimento econômico e a geração de emprego e renda”, afirma. 
 
A cerca de 200 metros do novo empreendimento mobiliário haverá outro, também de grande porte, que faz parte do complexo do Bahia Parque Shopping – o que promete transformar a Luiz Tarquínio Pontes em um funil de tráfego. O projeto prevê edifícios residenciais e comerciais.
 
Para um investimento anunciado de R$ 200 milhões, o “Solar de Vilas” tem um valor geral de vendas estimado em R$ 350 milhões, de acordo com a construtora. O valor resulta em um preço médio de R$ 178 mil por um apartamento de 40 m²a 52 m².

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web