Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Concurso de fotografia premia alunos de rede municipal, celebrando Dia da Consciência Negra

Redação Vilas Magazine - Em 02/12/2018

A manhã do dia 13 de novembro foi especial para os alunos da rede municipal que tiveram suas fotografias premiadas pelos jurados do 2º Concurso de Fotografias “Nosso Negro Olhar”, projeto da Secretaria de Educação realizado pela Escola Municipal Ana Lúcia Magalhães.
FOTO: As estudantes vencedoras do concurso de fotografias
 
A fotografia tem como foco captar expressões e estado de espírito. Com este propósito, cerca de 200 alunos do 6º e 7º ano do ensino fundamental 2 da rede municipal registraram, através de um olhar único, puro e verdadeiro, o sentimento de orgulho e pertencimento étnico racial e o despertar da consciência negra na contemporaneidade. Fotografar retratos também é contar histórias.
 
O Dia da Consciência Negra é celebrado no Brasil em 20 de novembro, em homenagem a Zumbi dos Palmares, na data da sua morte, lutando pela liberdade do seu povo no Brasil, em 1695. A data tem como objetivo marcar a luta dos negros contra o preconceito e a discriminação.
 
O aluno Caíque Barbosa declamou o poema Consciência Negra, do poeta e cordelista Bráulio Bessa, ao som da música Hallelujah, do grupo Pentatonix, executada ao violino pelo aluno Andrey Matos.
 
A explanação de Rejane Rodrigues, (SEMED), serviu para promover discussão e reflexão entre os alunos, sobre a importância do povo e da cultura africana na construção da sociedade brasileira, e ainda dialogar sobre racismo, preconceito e desigualdade social.
 
Em seguida foram homenageadas com o certificado “Ashanti – Mulher Africana Forte”, três mulheres guerreiras laurofreitenses: Rejane Rodrigues, Arleania Rodrigues Valderez e Eliete Silva. Um momento de reconhecimento e valorização de cidadãos que se destacam, principalmente porque suas histórias de vida se confundem com a história da cidade.
 
Os jurados escolheram as três melhores entre as 25 fotografias pré-selecionadas, que apresentassem um ponto de vista diferenciado, destacando olhares e momentos espontâneos das pessoas, no seu dia a dia.
 
A estudante Luana Vitoria, do 8º ano, conquistou o primeiro lugar; Maria Eduarda de Paula, do 6º ano, o segundo lugar e Caroline Santos, também do 6º ano, o terceiro lugar.
 
“Estou muito feliz de ver a capacidade dos nossos alunos, com toda essa produção artística , através de poemas, músicas e fotografias de forma transversal e engajada na lei federal 10.639”, destacou o professor Antônio Cláudio, idealizador do projeto.
 
No dia 9 de janeiro de 2003 foi promulgada a lei federal 10.639, que implementa a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana no currículo escolar dos níveis fundamental e médio. Esta lei alterou a 9.394, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional (conhecida como LDB). Em março de 2008 a lei 10.639 foi modificada pela 11.645 que inclui a obrigatoriedade do ensino de história e cultura indígena.
 
As fotos produzidas para o concurso ficarão expostas no Cine Teatro de Lauro de Freitas até 13 de dezembro.
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web