Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Está nascendo um qualificado polo cultural e artístico na região

Thiara Reges - Em 02/12/2018

Nos últimos 10 anos a região localizada mais ao litoral norte de Salvador registrou forte crescimento, populacional e comercial. Para ser ter uma ideia, Lauro de Freitas e Camaçari cresceram respectivamente 19,36% e 20,88%, contra apenas 6% de Salvador, segundo dados do IBGE. No entanto, alguns setores não acompanharam esse ritmo acelerado. Um exemplo é o entretenimento. Os grandes teatros e casas de eventos ainda se concentram na capital.

Mas a implantação de um polo cultural, com eventos concentrados principalmente no bairro de Stella Maris, pretende mudar essa realidade.

A proposta é do produtor cultural Mauro Cardoso, da MP Produções, em parceria com Flávio Cordeiro, da RMS Eventos e o Gran Hotel Stella Maris - Urban Resort & Conventions, e teve início em setembro deste ano. A meta agora é manter uma programação constante ao longo de todos os meses de 2019, com pelo menos quatro grandes shows na grade.
 
Em setembro a cantora Rosa Passos (dir.) fez um show em Stella Maris, com abertura da talentosa Luiza Brito (esq.)
 
E, sem dúvida, a iniciativa começou com pé direito. O projeto “Salvador Palco da Boa Música”, um dos projetos que integram essa proposta, trouxe, em 22 de setembro, o show “Brasileira”, da baiana Rosa Passos, com um repertório recheado com sambas-canções e boleros, composições próprias e de grandes nomes da música. A abertura ficou por conta de uma talentosa revelação, Luiza Brito, que encantou os presentes, notadamente Rosa.
 
Com cerca de 30 anos de atuação na área, Mauro sente que está no momento de resgatar a qualidade da cena cultural que ele presenciou na infância, com riqueza de conteúdos, tanto no teatro quanto na música, “e existe um público que está ávido por isso”, destaca ele.
 
Para janeiro a proposta é ainda mais ousada: três finais de semana seguidos de teatro, com uma nova peça a cada final de semana. O primeiro espetáculo será com Renato Piaba, dia 17, seguido por Ricardo Castro em “R$ 1,99”, no dia 24, e encerra com Cristiane Oliveira em “Escândalo”, dia 31. “Estamos com nosso projeto embaixo do braço, apresentando para empresários, e captando parceiros que queiram fazer parte disso. A nossa proposta engloba o fortalecimento cultural dessa região que vai de Stella Maris até Camaçari, com eventos de qualidade, e que também ajudem na economia e no turismo. Todos saem ganhando”, destaca Mauro.
 
NASCE O PRODUTOR
Mauro era apenas um garoto na década de 1980, e seu pai, Fernando Peltier já brilhava nos palcos do teatro, principalmente nas produções de Manoel Lopes Pontes, diretor consagrado na época. Mauro cresceu basicamente entre os tablados do TCA e do Teatro Vila Velha e era de se esperar que o menino se tornasse um amante das artes cênicas. Como de fato é. Não nos palcos: “A timidez não me permitiu. Só me apresentei usando máscaras”, frisa.
 
Mas o mundo do teatro é bem amplo, e nos anos 1990 Mauro começou a ajudar o pai na produção de peças que fizeram muito sucesso em Salvador. “A Noviça Rebelde”, “Os Saltimbancos”, “Meu Reino por um Cavalo” – trabalho em parceira com a companhia de Paulo Goulart e Nicete Bruno –, “A Incrível Viagem” – com Wagner Moura e Caíca Alves, sob direção de Hebe Alves –, “Perversidade Sexual em Chicago”, com Paulo Betti e José Mayer no elenco e direção de Dias Gomes, além de “Pinóquio”, sucesso de público com mais de 60 mil espectadores e temporadas em vários teatros de Salvador.
 
E em meio a tantas produções Mauro se arriscou até como roteirista, escrevendo a peça “É Tempo de Páscoa”, com uma proposta a reflexão do comportamento humano, que teve grande aceitação junto às escolas e às crianças.
 
Um passo importante no trabalho de Mauro com o pai, foi o projeto “Escola Vá ao Teatro”, que tinha como objetivo ser a ponte entre as crianças a arte cênica. “Nosso trabalho era ir às escolas e apresentar a proposta do espetáculo. Quando a parceria era fechada, nos responsabilizávamos por levar as turmas para as apresentações que aconteciam durante a semana. Assim, chegamos a fazer até cinco apresentações por dia com o teatro cheio”, lembra. Fernando Peltier, já falecido, manteve também uma escola de teatro na Pituba, em Salvador, onde formou vários atores.
 
Mas nem só de teatro é feita essa história. Há cerca de 18 anos Mauro produz o show do índio Wakay, um defensor da música nativa de seu povo. Ao longo desses anos dois CD’s foram gravados, “Caminho de Todos” e “Wakay Nativo”, e uma turnê pela Europa.
 
Mauro Cardoso (esq.) e Flavio Cordeiro, idealizadores do projeto “Salvador Palco da Boa Música”
 
POLO CULTURAL
A ideia de implantar um pólo cultural na região surgiu das conversas de Mauro com seu amigo Flávio Cordeiro, ex guitarrista da banda Estakazero, que tem em sua base a música erudita. Flávio foi membro da orquestra de violinos da Bahia.
 
Parceiros de negócios, Mauro e Flávio trabalham juntos na produção de casamentos e eventos corporativos. Mas o primeiro evento que fizeram juntos e que traduz a tônica do polo cultural, aconteceu ao acaso. Uma amiga de Mauro realizou, no início deste ano, o show do mineiro Paulinho Pedra Azul, mas como Mauro estava em viagem indicou Flávio para participar da produção. “Em resumo, o show foi lindo, uma atmosfera incrível, o cantor conversando com o público, que não queria ir embora. Durante o show Paulinho contou várias de suas histórias, fazendo o público se sentir cada vez mais à vontade. Nessa hora entendemos: é isso que queremos fazer”, conta Mauro.
 
O projeto está estruturado em três pilares: desenvolvimento da região, movimentando comércio e turismo; dar espaço para que os novos talentos possam apresentar seus trabalhos; e promover uma maior interação entre público e artista.
 
O projeto “Salvador Palco da Boa Música”, que abriu as atividades do polo, tem esse objetivo, de aproximar o público do artista, ser intimista, fazendo com que as pessoas sintam as canções. “Nosso propósito é promover arte e cultura, mas também possibilitar a interação entre as pessoas, e entre as pessoas e a música. Cresci ouvindo, através de meus pais, músicas de muita qualidade, e é isso que pretendemos recuperar”, ressalta Mauro.
 
E o sucesso do evento de abertura pode ser percebido pelos depoimentos de quem esteve presente: “Um privilégio assistir a um show perfeito. Rosa Passos é uma das referências que tenho pela competência e talento, tanto na composição como instrumentista, mas é no canto que ela se diferencia e influencia gerações de cantores que a acompanham. Extremamente exigente, ela sabe escolher seus músicos. Todos virtuosos e competentes. Show lindo, aberto por uma maravilhosa cantora, também baiana, que promete conquistar o público nacional, a afinadíssima Luiza Britto. Noite maravilhosa e inesquecível”. Rita Tavares, jornalista, fotógrafa e cantora.
 
“Estava tudo muito alinhado naquele show. A cada música eu ficava mais encantada e tomada pela emoção. Aos poucos fui percebendo que era muito bom estar ali ouvindo o cantar da Rosa Passos, e me vi ainda mais sua fã. Era mesmo uma noite especial! Tínhamos chegado com tranquilidade, ótima localização e fácil estacionamento. Fatores importantes e que contribuíram no quesito, ‘no stress’”. Heide Lacerda, arquiteta e decoradora. 
 
O projeto “Salvador Palco da Boa Música” vem agregar, de forma diferenciada com opções de lazer, entretenimento e cultura, essa região, da Costa de Itapuã, Stella Maris, Vilas do Atlântico e adjacências, que está em grande crescimento imobiliário, com condomínios de excelente padrão de moradia, mas ainda possui baixa oferta de serviços. O projeto está de parabéns e para nós é uma felicidade ter essa parceria”. Viviane Pessoa, diretora da Rede Sol Express Hotéis. 
 
Neste mês de dezembro a programação fica por conta do jantar dançante, dia 15, no Gran Hotel Stella Maris. A Banda Limusine, comandada pelos atores/ cantores Diogo Lopes Filho e Evelin Buchegger, apresenta uma lista de sucessos da década de 1960 e 1970, promessa de boas risadas, música de qualidade, muita dança e boas recordações.
 
Heide Lacerda e Viviane Pessoa
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web