Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Prefeitura promete semáforo na Santos Dumont, depois de protesto de trabalhadores

Redação Vilas Magazine - Em 31/01/2019

Um ato de protesto interrompeu parcialmente o trânsito no Km 5,5 da avenida Santos Dumont, antiga Estrada do Coco, no dia 18 de janeiro, para exigir a construção de uma passarela para pedestres na altura do edifício André Guimarães. No trecho, que concentra intenso tráfego de pessoas, há também dois grandes supermercados e diversas lojas.
FOTO: Trabalhadores da área de telecomunicações interromperam o trânsito para voltar a reivindicar a instalação de uma passarela no Km 5,5 da Estrada do Coco. Prefeitura implantou Projeto Travessia Segura
 
Depois do protesto do mês passado, os dirigentes foram recebidos pelo secretário de Transporte e Trânsito de Lauro de Freitas, Henrique Olinto Borri, que voltou a prometer uma faixa de pedestres – e um semáforo provisório para o local em até trinta dias. De acordo com a prefeitura, o equipamento ficará ativo até que a passarela seja construída.
 
Organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores de Telecomunicações da Bahia (SINTTEL-BA), o protesto lembrou que “há mais de um ano que transeuntes, moradores e trabalhadores da região de Lauro de Freitas aguardam a instalação de uma passarela na Estrada do Coco”. A instalação do equipamento foi prometida pela prefeitura ao SINTTEL-BA depois que os trabalhadores do edifício denunciaram à entidade os riscos de acidentes na travessia da mais movimentada avenida da cidade. No edifício, entre outras, funciona uma empresa de teleatendimento, os chamados “call center”.
 
“Como o fluxo de veículos na via é intenso durante todo o dia, os trabalhadores relataram ao sindicato a dificuldade e os riscos da travessia”, disse o dirigente sindical Gildomar Santana. De acordo com ele, a prefeitura “garantiu implementar uma faixa de pedestre até a instalação da passarela, mas até o momento nada foi feito”, reclamou.
 
Santana afirma ainda que há um ano Borri assegurou que os recursos para a instalação já estavam disponíveis e que o equipamento estaria pronto em junho do ano passado. Uma faixa de pedestres seria instalada a 80 metros do edifício.
 
Enquanto a faixa e o semáforo não são instalados, a prefeitura deu início em janeiro ao que denominou Projeto Travessia Segura, atuando com dois micro-ônibus gratuitos que operam nos dois sentidos do trecho, das 5h40 às 20h, todos os dias (foto abaixo). A medida tem duração de 30 dias, período necessário para instalação dos semáforos e faixa de pedestres na localidade.
 
 
Além das vans, a Secretaria de Transito, Transporte e Ordem Pública de Lauro de Freitas (SETTOP), está disponibilizando agentes de trânsito para orientar e informar a população o funcionamento do projeto.
 
De acordo com o superintendente de transito da SETTOP, Smith Neto, a medida tem como base o modal que já funcionava no Centro Administrativo da Bahia (CAB) responsável por levar as pessoas ao ponto de ônibus do lado oposto, na Avenida Paralela.
 
Mesmo com o serviço disponível ainda existem pessoas que preferem correr o risco atravessando a via a pé.
 
Além da passarela do Km 5,5, mais duas estariam em fase final de licitação pela prefeitura. Uma no trecho de Portão, próximo à sede do SAMU e outra em frente ao Hospital Aeroporto. As três estão orçadas em R$ 5,8 milhões.

 

Publicidade
Você Viu? Mar/2019
Tribuna do Leitor Agradecimento
Tribuna do Leitor Valorizando nossos pertences
Tribuna do Leitor Carnaval da permissividade
Tribuna do Leitor Cachorros na praia
Veja todas as notícias de Mar/2019
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web