Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Mudança no sistema educacional

Jaime de Moura Ferreira - Em 28/02/2019

Sem dúvidas, a mudança no sistema educacional é necessária, porém é muito difícil e deverá estar bem acima dos conceitos formais, estabelecidos pelas grades (escolares, acadêmicas, doutorados, etc.).
 
Será preciso muito mais, principalmente quando se trata, no momento, de “educação à distância”: atualização de professores, mudanças familiares, e, acima de tudo, a diminuição da corrupção e a eliminação da impunidade, que transformam empresários e políticos desonestos em usurpadores de recursos que seriam destinados a essa mudança.
 
Têm-se exigido muito das crianças de hoje, para a construção do Brasil do amanhã. No entanto será necessário que muitas modificações sejam feitas, na educação dessa gurizada, para exigirmos a responsabilidade da turma, a exemplo:
 
Educação Moral e Cívica (formação do civismo nacional; ética; símbolos nacionais; histórias de heróis brasileiros; forças armadas; polícias federal, estaduais e municipais, entre outros);
 
Meio Ambiente (plantar, colher e dar manutenção à flora; respeitar e amar os animais de estimação e os silvestres; entender do conceito de esgotamento sanitário; dar valor à água; evitar sujar os ambientes com lixo; promover a coleta seletiva de lixo);
 
Psicologia (inferir que o Grande Deus nos fez iguais aos elementos da Terra e, por isso, somos todos irmãos);
 
Educação no trânsito (respeitar a legislação; ser altruísta com os outros; e observar os sensores e velocidades estabelecidas);
 
Educação financeira (educar-se em dados financeiros pessoais; praticar orçamentos – elaboração e execução; conhecer fluxo de caixa; e saber utilizar-se de cartões de créditos);
 
Limpeza (compreender e participar da necessidade da limpeza individual, familiar, de terceiros e escolar);
 
Acidentes da natureza (ser altruísta e justo com os amigos de perto, nacionais e mundiais, acidentados);
 
Gastos desnecessários (evitar ser consumidor exagerado; e colocar no prato apenas o que se possa comer);
 
Religiosidade (possuir fé em uma religião, seja qual for);
Preconceito (abolição de racismo, gêneros, desajustes entre as pessoas e polarização desacertada);
 
Qualidade de vida (estabelecer padrões de vida, de acordo com a sociedade honesta, acatando as discussões em prol do engrandecimento de pessoas ou grupos e mostrar que o viver depende das desigualdades).
 
Essas, a princípio, são soluções necessárias para a mudança da educação da criança e transformá-las em um futuro para o nosso querido Brasil.
 
Pouco adianta “bater palmas” para as atuações de outros países, pois suas culturas foram constituídas há muitos anos. Precisamos mudar a educação da atual juventude, principalmente no exemplo da família. Será muito fácil jogar o problema nas mãos da gurizada, quando a maioria dos pais vivem se locupletando de atitudes, contrárias a sociedade do bem.
 
Jaime de Moura Ferreira é Administrador, consultor organizacional, professor universitário, escritor, ambientalista, sócio fundador do Rotary Club Lauro de Freitas. jaimoufer@hotmail.com

 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web