Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Descobrir o câncer de próstata cedo é fundamental para cura

Luiza Goulart / Folhapress - Em 30/03/2019

Exame é indicado para homens com mais de 50 anos, ou 45 anos, para quem tem casos na família
 
Os homens costumam procurar ajuda médica para verificar a próstata quando estão com algum distúrbio ao urinar. A doença mais frequente com sintomas desse tipo é a hiperplasia prostática benigna.
 
O perigo é que o câncer de próstata é mais grave, mas não apresenta sinais na fase inicial. Então, quando eles aparecem, a doença já está avançada. É por isso que os especialistas recomendam o check up a partir dos 50 anos, em geral, ou após os 45 anos para quem já teve casos na família ou é negro.
 
O ideal é que tanto o exame de toque quanto o PSA (de sangue) sejam feitos para auxiliar no diagnóstico correto. Em caso de suspeita de câncer, uma biópsia será feita.
 
Segundo o uro-oncologista Arnaldo Fazoli, do comitê científico do Instituto Oncoguia de São Paulo, o médico tem que diferenciar se o câncer está só na próstata ou se ele já se espalhou – as chamadas metástases. “Na fase inicial, a gente consegue tirar esse câncer de próstata e o paciente não ter mais que fazer nenhum tipo de tratamento para o resto da vida”, afirma Fazoli.
 
Por outro lado, se o paciente descobrir que está com o câncer só na fase avançada, a chance de cura fica muito mais difícil.
 
Já a prostatite é uma inflamação, geralmente causada por uma bactéria, que pode vir da uretra ou do intestino do próprio paciente.
 
De acordo com o urologista Alex Meller, da Universidade Federal de São Paulo, ela se divide em dois tipos: a aguda, que é muito sintomática, quando o homem tem dificuldade para urinar, e a crônica, que não agride tanto a próstata e quase não tem sintomas.
 
Para evitar a doença, os idosos devem cuidar da imunidade: “Dormir bem, se alimentar bem, se você tem diabetes, manter a diabete controlada, não fumar, não beber.”
 
EXAME DE RETO DURA APENAS 10 SEGUNDOS
Segundo Arnaldo Fazoli, quando se faz só o PSA, cerca de 30% dos casos de câncer de próstata não são detectados. Já com os dois exames, apenas 2% ou 3% passarão sem diagnóstico. “O exame de toque tem bastante importância por que ele pode detectar um nódulo”, explica o médico Alex Meller. Fazoli diz ainda que quem já fez sabe que não causa dor nem sangramento e dura, em média, 10 segundos.

 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web