Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Pureza da criança

Jaime de Moura Ferreira - Em 01/04/2019

Pureza, segundo os dicionários, significa a qualidade do que é puro. Enxergo logo as crianças!
Essa candura inocente, representa a pureza da água, do ar e do vento. Lamentavelmente, quando a criança alcança a idade adulta surgem comportamentos adversos, pela experiência que a vida lhe deu, que nos deixam atordoados: tende a perder a capacidade imaginativa e criativa que tinha; adquire o hábito de analisar de modo apressado; costuma enxergar apenas o invólucro, sem buscar a realidade invisível; não exercita a percepção para o intangível; resiste ao apoio e incentivo para motivar pessoas; gasta pouco tempo com a orientação educativa; tenta fugir do desconhecido; respeita pouco a criatividade dos outros; e demora em descobrir suas próprias competências.
 
Essa virgindade da criança está no seu sorriso, que significa a paz no coração e a sensação do dever cumprido, sem o peso na consciência, tão peculiar ao adulto, não importa se tenha sujado a fralda.
 
Essa ingenuidade, nitidez e transparência exprime a pureza espiritual, que falta nos adultos, pois estes, na sua maioria, pensam no poder, enriquecimento de qualquer jeito, e nos seus objetivos. As crianças, diferentemente, não complicam.
 
Pouco adianta os pais quererem proteger as crianças quando as mesmas transgridem o que é correto para a sociedade do bem. Deve-se educá-las para criar nelas as responsabilidades. E como será essa orientação? É evidente que esses pais têm a obrigação de gerar modelos e não, apenas críticas. Porém, o que ocorre, na grande maioria, é que eles não têm moral para doutriná-las.
 
A pureza das crianças é um sentimento nato, tendo em vista que elas sabem reconhecer suas derrotas, principalmente quando começam a andar. Caem, se refazem e recomeçam. Ocorre que o adulto deixa de medir seus passos e, quando escorrega, sente-se acanhado ao se levantar.Será que a criança deverá ensinar ao adulto como proceder?
 
As crianças sentem medo, principalmente daquilo que não conhecem, porém têm mais valor que o adulto, pois abordam de maneira clara aquilo que os crescidos não o fazem.
 
Em alguns casos, os pais se tornam crianças e lhes permitem que o aprendizado seja espontâneo. Porém quantos agem assim? O que se vê, geralmente, é a mentira, para confortar suas crianças. Isso é o correto? A mentira sempre enfraquece o ser humano.
 
Por que alguns adultos preferem observar a nitidez da cocaína, ao invés de admirar a pureza das crianças?
 
Algumas mulheres, de acordo com suas religiões, se acham puras, pois nunca tiveram experiências sexuais. Isso é pureza? A castidade se encontra na alma e faz parte da evolução do espírito.
 
Lembrar “que somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos” (Eduardo Galeano - escritor e jornalista uruguaio – 1940/2015).
 
Assim, verificar a pureza das crianças nos leva ao aprendizado daquela espontaneidade e poderemos ser melhores do que somos. Por que duvidar disso?
 
Vamos manter a pureza das crianças, pois ainda representa o que tem de nítido nesse nosso mundo e que, dificilmente, poderá ser trocada por outros comportamentos praticados.
 
Saudemos essa pureza como se fosse o grande desafio para alguns dasociedade, que constituem o mundo que habitamos.
 
Jaime de Moura Ferreira é Administrador, consultor organizacional, professor universitário, escritor, ambientalista, sócio fundador do Rotary Club Lauro de Freitas. jaimoufer@hotmail.com

 

Publicidade
Você Viu? /
Veja todas as notícias de /
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web