Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

ALFARROBA: Tem gosto de chocolate, mas não engorda e ainda faz bem à saúde

Thiara Reges - Em 01/04/2019

Hummmmm! Que o chocolate é uma delícia, todos concordamos, mas será que é possível aproveitar bem a Páscoa sem o peso na consciência de estar jogando toda a dieta pelo ralo? Para nossa alegria uma vagem, com baixo teor de gorduras e açúcares, tem substituído o cacau em várias receitas, sem perder a alegria do paladar.
 
poderoso poder antioxidante. “Naturalmente falando, em relação ao cacau, a alfarroba não possui estimulantes, como a cafeína e teobromina, além de conter um baixo índice glicêmico. Possui 0,7% de gorduras e açúcares naturais, enquanto o cacau possui 23% de gordura e mais 5% de açúcar”, destaca a nutricionista Adriana Alves.
 
As vantagens da alfarroba vão além: rica em fibras de alta viscosidade, melhora a função intestinal; o magnésio e o potássio presentes em sua composição, ajudam a evitar hipertensão; evita o risco de osteoporose e pode ser consumido por grávidas; não possui lactose e glúten; é naturalmente adocicada, não sendo necessário adicionar açúcar em seus preparos, além de ser um alimento permitido aos diabéticos.
 
Mas antes que você elimine o cacau completamente de sua vida, é importante destacar os benefícios funcionais presentes nos chocolates tradicionais, como seu efeito energético e o poder estimulante, além de provocar sensação de prazer e bem estar. Mas isso só vale para chocolates com cacau acima de 60%. “Evite chocolate branco, ao leite e achocolatados, pois possuem quantidades elevadas de gorduras e açúcares. Busque sempre por produtos que sejam o mais puro possível, ou seja, que apresentem maior quantidade de cacau”, recomenda Adriana.
 
Fique atento também com a pegadinha dos chocolates dietéticos, que só apresentam a restrição do açúcar, mas a concentração de gordura e calorias é maior que em produtos tradicionais. Por isso sempre confira o rótulo e as informações nutricionais. “Caso você não tenha restrições alimentares não tem porque eliminar o chocolate do seu cotidiano, mas é importante consumir com moderação, limitando-se a 30 gramas por dia. Quando consumido em quantidades elevadas, o chocolate provoca alterações emocionais, indo da euforia até a depressão, o que resulta na dependência”, frisa Adriana.
 
 
Caso queira investir em uma linha mais saudável, a alfarroba pode ser encontrada em casas de produtos naturais, na forma de bombons, barras e em pó, e substitui facilmente o chocolate em preparos como bolos e biscoitos, sem perder o sabor.
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web