Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Quem tem a preferência nas rotatórias?

Moyses Mustar - Em 06/03/2020

 
Basta sair de casa e logo encontramos uma rotatória. Dirigir pelas ruas da cidade principalmente pelos bairros de Vilas de Atlântico, Buraquinho e Miragem, não é tarefa fácil, pois existem muitas rotatórias pelo caminho. Algumas sinalizadas outras tantas não. E muitos condutores, profissionais inclusive, ainda se perguntam ao se aproximarem de uma delas, o que fazer? Quando será minha a vez?
 
Não é raro observarmos muitas vezes as confusões que se formam nas rotatórias por não serem observadas as devidas regras de circulação. Algumas vezes o trânsito simplesmente trava e ninguém sai do lugar. Se todo mundo achar que tem a preferência o caos se instalará, acidentes ocorrerão e a mobilidade deixará de existir.
 
Mas afinal de quem é a preferência numa rotatória?
 
A lei nº 9.503, do Código de Trânsito Brasileiro, de 1997, estabelece em seu art. 29 que a preferência será daquele que já estiver circulando por ela. Isso implica dizer que os veículos que ainda não a estão contornando deverão dar preferência de passagem àqueles que já o fazem.
 
O condutor deverá sempre que vier dirigindo por uma reta ao se aproximar da rotatória observar se algum veículo já a está contornando, para ceder-lhe a preferência de passagem. Caso contrário poderá seguir tendo a preferência para si.
 
Mesmo assim, o caro leitor pode ainda ter dúvidas e questionar o caso da hipótese de dois veículos adentrarem à rotatória ao mesmo tempo. Quem terá a preferência nessa situação difícil, mas que pode ocorrer?
 
Nessa hipótese a regra internacional de circulação viária diz que a preferência será do veículo que vier pela direita, ou seja, se você perceber que o outro veículo vem pela sua direita, então ele terá a preferência de circulação. De outra forma, caso o outro veículo esteja a sua esquerda a preferência será sua em relação a ele.
 
Bom lembrar que essas posturas são uma imposição legal e não um comportamento facultativo. O cumprimento ou não da legislação de trânsito será sempre observada nos casos de acidentes levados a análise judicial em ações de indenização por danos morais e materiais.
 
Ademais, independente das imposições legais um pouco de gentileza e prudência no trânsito pode evitar acidentes e prejuízo no bolso. Na dúvida dê sempre a preferência.
 
Então se ligue e faça um trânsito mais seguro para todos.
 
Moyses Mustar é coronel da reserva da PM e advogado. moyses_mustar@hotmail.com

 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web