Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Lauro de Freitas inicia segunda fase da campanha de vacinação contra H1N1

ASCOM/PMLF - Em 19/04/2020

A segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus da influenza A (H1N1, H3N2) e B foi iniciada em Lauro de Freitas. Depois de vacinar os idosos e profissionais de saúde na primeira etapa, até dia 8 de maio podem receber prioritariamente a imunização profissionais de segurança, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários.

A imunização acontece em todas as Unidades de Saúde da Família (USF), das 8h às 15h30, e na escola municipal Mariza Pitanga, em Vilas do Atlântico. Para se vacinar, os caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, devem apresentar o contracheque da empresa em que trabalham, ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D ou E. Os profissionais da segurança e salvamento aquático também têm que comprovar o vínculo.

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais devem apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, ou outro documento que comprove a doença crônica que o usuário possui. Funcionários do sistema prisional, a população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas já possuem estratégia de vacinação nos locais de referência para estes públicos.

Na primeira etapa, a Secretaria Municipal de Saúde de Lauro de Freitas (Sesa) imunizou 17.600 idosos e profissionais da área da saúde, alcançando 90% do público alvo. Esquemas especiais foram montados para vacinar idosos acamados ou domiciliados ou ainda que residem nas Instituições de longa permanência.

“Para esta segunda etapa, a estratégia é garantir o distanciamento de quem vai se imunizar. A fim de evitar aglomerações, os locais fixos de vacinação foram escolhidos por serem arejados e com amplo espaço externo”, destacou a superintendente da Vigilância em Saúde, Regina Coeli.            

A terceira fase tem início marcado para 9 de maio e tem como público-alvo as crianças com idade entre 6 meses até 6 anos, gestantes, puérperas; professores das escolas públicas e privadas; pessoas com deficiência e adultos de 55 a 59 anos.

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web