Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

HORTAS EM CASA: Misto de terapia e hobbie em meio a uma pandemia

Thiara Reges - Em 29/07/2020

Há muito tempo que ter uma horta em casa ou apartamento não é exatamente uma novidade. Muito já se falou, por exemplo, sobre os benefícios de consumir alimentos frescos e orgânicos, e também dos fatores estéticos, agregando o verde das hortas na decoração dos ambientes.

Eu mesma, mantenho em minha casa, alguns vasos com ervas, a exemplo de hortelã, capim santo, manjericão e boldo; já comi o inhame e a batata-doce, e estou ansiosa para colher tomates, quiabo e mamão. Essa relação é tão contagiante, que cada um dos meus vizinhos também mantém suas pequenas hortas. Agora, por exemplo, sãos os chuchus do Sr. Antônio Martins, que estão em plena produção.

E estes pequenos projetos ganharam um novo peso nos últimos meses. Pela necessidade de ficar em casa, as pessoas estão conseguindo dedicar mais tempo para o cultivo de frutas, legumes e hortaliças, até como uma forma de terapia. Além disso, a temática está movimentando a internet, tanto com a publicação de fotos nas redes sociais, inclusive dos famosos, como na busca por cursos que tirem todas as dúvidas e potencialize os resultados.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), por exemplo, se surpreendeu com a procura pelo curso gratuito de hortas para pequenos espaços. Realizado há 10 anos de forma presencial, por conta da necessidade de se evitar aglomerações o curso migrou para o ambiente virtual e, logo na primeira turma, teve mais de 8 mil inscritos. A segunda turma, que começou em maio, atingiu a marca de 10 mil alunos.

Nas 12 horas de cursos, o público aprende os princípios básicos de cuidados com o solo, irrigação e luminosidade, além de conhecer as espécies que se adaptam melhor a cada ambiente. Acompanhe através do site https://www.embrapa.br/e-campo, a oferta de novas vagas.

QUINTAL VERDE
Marcos Cardim sempre foi um entusiasta da conexão com a natureza. Em sua casa, no bairro de Ipitanga, bem pertinho do Rio Sapato, ele está montando uma pequena horta, além de criar abelhas nativas, com ferrão atrofiado, que são ótimas na polinização, e um lago, com peixes ornamentais e tilápias.

Curioso, Marcos está sempre buscando aprender algo novo. Foi assim com as abelhas, por exemplo. “Um amigo comentou comigo sobre essa possibilidade de criar abelhas nativas, pois, além do ferrão ser atrofiado, elas não picam, são ótimas com a polinização. Bom, de pesquisa em pesquisa hoje tenho em casa as abelhas Uruçu, que atuam na polinização de plantas frutíferas, por exemplo, e Jataí e Iraí, mais focadas na polinização da horta”, contou.

De ervas, leguminosas, até às frutíferas, plantadas em vasos ou diretamente na terra, a exemplo do maracujá amazônico que garante um belo paisagismos ao ambiente, Marcos possui mais de 20 culturas, que durante esses meses de isolamento social, estão ganhando um cuidado especial. “Percebi que a horta está desempenhando um papel de ‘terapeuta’ durante esses meses, e está ajudando muito a controlar a ansiedade. Não apenas a minha, rs! Minha esposa, Jamille Santana, nunca tinha demonstrado interesse, mas agora ela faz parte de todo o processo. E nosso filho, Mateus, de 6 anos, ganhou até um cantinho especial onde ele mesmo está plantando”.

“É um grande benefício poder ter o alimento assim, natural, que você mesmo plantou. E para além disso, precisamos pensar como contribuir com a natureza e o meio ambiente. Quando comecei a pesquisar sobre as abelhas, entendi que eu precisava reservar um espaço para plantas com flores e resina, a exemplo de coroa de cristo, cosmos, lavanda, lantana e onze horas, que são ótimas para as abelhas. Então eu não posso plantar pensando só em mim, no que eu vou consumir, mas também em gerar oferta para a natureza”.

PRIMEIROS PASSOS
Para aqueles que decidiram começar uma pequena horta em casa, o empresário Emmanuel Cássio, que há 16 anos se dedica à criação e manutenção de jardins em geral, destaca que alguns cuidados são necessários para garantir um bom resultado.

“O primeiro passo na hora de fazer pequenas hortas em vasos ou jardineiras é cuidar para que tenha uma boa drenagem, fazendo com que a água filtre com facilidade, sem deixar acúmulo. Além disso, é importante uma boa adubação, é indicado o uso de terra orgânica, e eu aconselho ainda o uso de esterco de curral, substrato de frutas, humos de minhoca ou outros com funções parecidas. Na hora de semear, ficar muito atento pois algumas sementes são bem finas e pequenas, caso afunde muito corre risco de não germinar. Depois disso é paciência e controlar bem a molhação, não molhe muito e também não deixe secar. Sinta a umidade da terra”, explicou.

Para aproveitar melhor o espaço, Emmanuel destaca que vasos grandes podem acomodar mais de uma cultura, mas cada tipo em seu espaço, pois elas possuem tempo de colheita diferentes. “O coentro, por exemplo, enche e cresce rápido e o ciclo é mais curto que a cebolinha, que por sua vez, sabendo cuidar, rebrota e produz por muito tempo; já o alface precisa ser plantada separada uma muda da outra”, destacou.

Sobre quais tipos de culturas plantar, a ideia é que você busque o que servirá de alimento e lhe dará prazer, e isso vale para hortaliças e frutas. “Hoje é possível manter plantas frutíferas em vasos, principalmente se forem de enxertia ou híbridas, mas é importante observar que o tamanho da vaso precisa se adequar à espécie. No clima de nossa região, você pode ter em casa Jabuticaba, Amora, Fruta dos milagres e Citrus em geral, por exemplo, e a grande maioria das hortaliças e legumes”, concluiu.

 

Foto 01 - Os chuchus de Sr Antonio Martins 
Foto 02 - As hortas verticais são uma ótima opção para quem possui pouco espaço. Marcos, por exemplo, cultiva hortaliças em jardineiras
Foto 03 - Marcos já conseguiu contagiar sua esposa, Jamille, e seu filho, Mateus
Foto 04 - O quintal de Marcos acomoda colmeias de Jataí, ótimas para a polinização da horta
Foto 05 - Emmanuel Cássio dá dicas de como começar a sua horta

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web