Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Medidas restritivas impediram aglomerações nas praias de Lauro de Freitas na virada do ano

Redação Vilas Magazine - Em 05/01/2021

Com o objetivo de combater o avanço da segunda onda da Covid-19, que na Bahia já registra crescimento no número de casos e óbitos, a prefeitura de Lauro de Freitas montou um grande esquema de fiscalização, com foco principal nas praias de Ipitanga, Buraquinho e Vilas do Atlântico, durante o período de 31 de dezembro à 3 de janeiro. Nesse período foram realizadas blitze educativas, além do fechamento de estacionamentos e de algumas vias, nas quais os moradores precisavam mostrar comprovante de residência para terem acesso. E a ação registrou resultados expressivos. Segundo dados divulgados pela prefeitura, a orla, que recebia mais de 40 mil pessoas para as festas de réveillon e ano novo, ficou praticamente deserta.

Na praia de Buraquinho foram três notificações e uma remoção por ocupação irregular. As praias de Vilas do Atlântico e Ipitanga também registraram notificações. Além das barracas, os banhistas foram orientados das medidas restritivas e casas da orla vistoriadas para certificação de que não havia nenhum indicativo de festa e/ou aglomeração. A Polícia Militar também destacou a baixa ocorrência. “Graças a operação realizada em conjunto não registramos qualquer tipo de problema. As barreiras funcionaram perfeitamente, a população se conscientizou da necessidade de ficar em casa”, declarou o titular da 52ª CIPM, major Éverton Monteiro. Já no CIMU – Centro Integrado de Mobilidade Urbana foram registradas 12 denúncias.

O então secretário de trânsito, transporte e ordem pública e responsável pela operação reveillon, Smith Neto (dir.) comemorou o sucesso da operação. “Foi muito positiva. conseguimos coibir os eventos geradores de aglomeração. Isso foi marcante em Buraquinho. Frequência de público zero, deserta. assim como em Vilas e ipitanga. Numa orla que, no ano passado, recebeu mais de 40 mil pessoas, este ano não chegou a 800”, declarou smith, enaltecendo a participação decisiva da 52ª CIPM, no comando do Major Éverton Monteiro, das secretarias municipais de Desenvolvimento social (SEMDESC), de serviços públicos (SESPCH), de Meio ambiente e recursos hídricos (SEMARH), de Desenvolvimento Urbano (SEDUR), de Desenvolvimento econômico, indústria, comércio, serviços e inovação tecnológica (SEDICS) e da guarda Municipal.

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web