Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Rede internacional de Capoeira Filhos da Bahia forma 375 crianças e jovens em Lauro de Freitas

Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas - Em 27/09/2021

A importância da disciplina, a superação de obstáculos e a reafirmação da tradição foram às palavras de ordem de mais uma formatura de crianças, jovens e adultos da Rede Internacional de Capoeira Filhos da Bahia, realizada no dia 26 de setembro, no barracão de eventos da instituição, no bairro da Itinga. A formatura para troca de corda é realizada anualmente pela Rede, que tem mais de 40 anos de atuação em Lauro de Freitas.

Além dos jovens e crianças que trocaram de corda, quatro alunos adultos também se formaram neste domingo. Um com a graduação maior da capoeira, a de mestre, entre outras graduações, a exemplo de Ailton Souza, de 38 anos, que já está a apenas uma corda para se tornar mestre de capoeira, uma longa caminhada, iniciada há quinze anos. A capoeira ressignificou sua vida, eliminando grande parte dos problemas que ele tinha por conta de uma doença respiratória.

"Eu tenho um problema sério de respiração, antes de conhecer a capoeira minha vida era no Jorge Novis passando mal, depois que eu comecei a treinar a capoeira eu posso dizer que eu consigo viver. A capoeira mudou a minha vida, melhorou minha saúde e me ensinou a disciplina e o caminho certo da vida", declarou Ailton. O dia foi de felicidade dupla para ele. A esposa também chegou ao ponto mais alto da capoeira, a formação de mestre.

Para o vice-presidente da Rede Internacional de Capoeira Filhos da Bahia, Geraldo Pereira, a formatura deste ano tem um significado especial, porque é realizada em um ano de muitas dificuldades, agravadas em função da pandemia do novo coronavírus. De acordo com ele, não fossem os apoios recebidos pela Rede, a exemplo do suporte dado pela Prefeitura Municipal, talvez a formatura tivesse que ser adiada.

"Hoje está acontecendo aqui mais um evento da rede, mais um
ano de vitória, que apesar de tantas dificuldades durante este tempo de
pandemia, conseguimos realizar através de apoios. Colocando todas estas
crianças e jovens dentro de nossa academia, tirando eles da rua e
ensinando a arte da capoeira, a educação e a disciplina. Agora estamos vendo
aqui o resultado de todo este trabalho, feito por muitas mãos, como a do Mestre
Sérgio, sem ele nada disso estaria acontecendo há tanto tempo," destacou
Geraldo.

A arte do resgate

Com cerca de 15 mil alunos formados no currículo, Mestre Sérgio, responsável pelo início do trabalho social desenvolvido pela Rede em Lauro de Freitas, não esconde a emoção em ver o projeto seguir adiante, resgatando crianças e jovens, dando a eles oportunidades para seguirem o caminho da cidadania e da disciplina, um trabalho realizado por todo o Brasil e em outros países.

"Há mais de quarenta anos desenvolvemos este trabalho aqui na Itinga e em toda Lauro de Freitas, além de outros municípios do Brasil e fora do país onde a Rede atua com centenas de mestres e contra mestres. Quando você resgata esses indivíduos de um caminho errado,  eles vão ter uma arte, uma profissão, a gente dá a eles um caminho de cidadãos," comemorou Mestre Sérgio.


Foto de capa: Lucas Lins
 

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web