domingo, junho 26, 2022
spot_imgspot_img
InícioNotíciasCidadeAção de assaltantes, de dia e de noite, aumenta a sensação de...

Ação de assaltantes, de dia e de noite, aumenta a sensação de insegurança em Lauro de Freitas

Major Monteiro, da 52ª CIPM reforça a importância de registrar o BO e o orienta como recuperar um celular roubado

Assaltos em restaurantes, entre outros estabelecimentos comerciais, inclusive com episódios de violência, roubo de veículos em plena luz do dia enquanto pais deixavam fi lhos nas escolas, sequestros de clientes chegando em farmácias, até em portarias condomínios, são algumas das ocorrências que tem assustado a comunidade de Lauro de Freitas. Nem as câmeras de segurança inibiram a ação de assaltantes que levaram aparelhos celulares de estudantes na porta de uma escola em Vilas do Atlântico.

Desde o início do ano, casos de violência, sobretudo assaltos e roubos, aumentaram a sensação de insegurança entre moradores e visitantes da cidade. Segundo o comandante da 52ª CIPM, major Everton Monteiro, não se trata de uma particularidade do município, visto que esses casos estão diretamente relacionados ao que ele chama de efeito pós pandemia. “Na verdade foram noticiados, nos últimos meses, vários casos relacionados a assaltos e roubos em vários estados, ressaltando as grandes metrópoles e capitais brasileiras. São situações geradas após o Covid-19 que atingiu diretamente a população devido à crise socioeconômica que se instalou em todo mundo”.

Apesar dos recentes casos amplamente noticiados, Major Monteiro frisa que não se pode estabelecer uma relação de crescimento em comparação ao ano anterior, pois em 2021 ainda estávamos sobre as restrições impostas pela Covid-19, com grande parte da população cumprindo as medidas restritivas em suas residências.

Com visível crescimento nos últimos dois anos, Lauro de Freitas vem se destacando com a abertura de novos estabelecimentos comerciais, shoppings, restaurantes e também indústrias, atraindo novos moradores e empreendimentos residenciais, a exemplo das regiões de Buraquinho, Pitangueiras, Jambeiro, entre outras. Infelizmente, tal crescimento torna Lauro de Freitas também um alvo para assaltos, roubos e outros delitos.

Apesar do intenso trabalho da 52º CIPM no combate a esses delitos, ainda existe muita subnotificação, sobretudo nos casos de assaltos a ônibus, quando as vítimas não registram o boletim de ocorrência. “O registro de ocorrências ajuda muito a polícia a trabalhar as estatísticas e sinalizar os principais problemas enfrentados pela população, com informações necessárias para dinamizar o policiamento e identificar os principais problemas de segurança pública de cada local. Quando se deixa de registrar uma ocorrência, esses dados não chegam para a polícia”, ressalta o militar.

Para garantir a segurança da população, major Monteiro destaca que a PM atua prioritariamente com prevenção e ostensividade, realizando diversas ações e operações diuturnamente na cidade, como o Amanhecer Seguro (realizado nas primeiras horas da manhã), Lauro em Paz, Bairro Seguro (atuando diretamente em determinado bairro, reforçando o policiamento ordinário), além de operações com apoio do comando de policiamento regional da Região Metropolitana de Salvador.

E mais: foi elaborada pela 52ª CIPM uma cartilha com dicas de segurança importantes para a população, e constantemente são realizadas palestras para a comunidade, através das associações de bairros, escolas e comércio local.

Alerta celular

Major Monteiro fala de medidas de segurança para Lauro de Freitas

Em linhas gerais, o aparelho celular está entre os itens mais visados dos assaltantes. Major Monteiro explica que, além de cada cidadão possuir ao menos um, são equipamentos fáceis de vender. “Nossa orientação sempre será de não deixar o aparelho à vista quando estiver andando em locais públicos. Além disso, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia lançou o aplicativo ‘Alerta Celular’ que tem ajudado a recuperar aparelhos cadastrados no sistema.

A ferramenta foi lançada a cerca de um ano e pode ser acessada em computadores, celulares e tablets de todas as regiões do estado, pela Internet. A tecnologia facilita a identificação de aparelhos furtados, roubados ou extraviados. Para isso, os donos dos aparelhos devem cadastrar os celulares no sistema, no site alertacelular.ssp.ba.gov.br e, caso seja roubado, eles mesmos acionam o alerta.

Ao acessar o site Alerta Celular, o dono do aparelho deve fazer o cadastro do IMEI (número que identifica o aparelho e que consta na nota fiscal e na embalagem original do celular. O número também pode ser obtido discando *#06# do próprio aparelho).

Mas é importante frisar que ainda é necessário registrar o BO, que pode ser feito inclusive na Delegacia Digital, nos casos de crimes sem violência física, ou em qualquer unidade da Polícia Civil. O proprietário do celular roubado tem 48 horas para, após acionar o sistema de alerta no site, registrar o boletim. Caso não conclua esse processo, o alerta é cancelado. O Alerta Celular permite ainda que, nas abordagens, policiais consigam consultar o banco de dados e verificar se o item apreendido ou em análise está cadastrado na página como fruto de roubo ou furto. Confirmado de que se trata de um equipamento de origem ilícita, ele é apreendido, encaminhado à delegacia e, com base nos dados cadastrados no site, o dono é acionado através do e-mail cadastrado e o aparelho é devolvido.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- P u b l i c i d a d e -
Google search engine

EM ALTA

COMENTÁRIOS RECENTES