Alta temporada incentiva o turismo em Lauro de Freitas

0
535

Segmento profissional se mobiliza mas cobra estrutura e investimentos na cidade

Estamos chegando ao final de mais um ano e a Primavera, que começou às 16h21 do dia 22 de setembro, marca o início da temporada mais esperada por baianos e turistas: festas, sol e praia. Muita praia! E vale lembrar que este ano, com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e a flexibilização das atividades, a expectativa é que seja possível, inclusive, matar um pouco da saudade de tudo que a pandemia não nos deixou viver em 2020. Apesar do turismo não ser a principal atividade econômica explorada por Lauro de Freitas, e a cidade não se apresentar como destino final, mas um elo entre Salvador e o Litoral Norte, a expectativa de recuperação do segmento de hotelaria, bares e restaurantes é grande.

Segundo dados da pesquisa do observatório da Secretaria de Turismo do Estado (Setur) em agosto, 30% dos empresários baianos acreditam que as atividades retornarão à situação de regularidade nos próximos seis meses. Já para 31%, não tão otimistas assim, o cenário só deve estabilizar a partir do primeiro trimestre de 2022.

Para Fernanda Aragão, turismóloga e atual presidente do Conselho Municipal de Turismo de Lauro de Freitas (COMTUR), de forma geral já é possível perceber uma recuperação do setor, impulsionada, sobretudo, pelo turismo interno e a busca por destinos nacionais. “Lauro de Freitas localiza-se ao lado do Aeroporto Internacional de Salvador, onde inicia o Litoral Norte da Bahia e é o portal da Zona Turística da Costa dos Coqueiros. Percebemos um aumento na ocupação hoteleira entre 70% a 90% e no aluguel de casas para temporada. Muitos turistas que se hospedavam em outros destinos estão agora se hospedando em Lauro de Freitas, pela localização estratégica, pela variada programação cultural em bares e restaurantes, pelas bem estruturadas barracas de praias e casas de shows existentes”, frisou.

Apesar de algumas baixas provocadas pela pandemia, o setor está preparado para a temporada e já espera pelos turistas. Atualmente a cidade possui uma rede hoteleira com mais de duas mil unidades habitacionais, entre hotéis e pousadas de excelente padrão. Quanto aos bares e restaurantes, apenas dentro de Vilas do Atlântico é possível fazer uma viagem gastronômica, contemplando diferentes estilos e paladares.

Conhecida pela beleza das praias de Vilas do Atlântico, Buraquinho e Ipitanga, Fernanda destaca que além do turismo de sol e praia, Lauro de Freitas oferece a possibilidade do turismo cultural, de entretenimento, de negócios e eventos, esportes, religioso, ecológico e de natureza, turismo de base comunitária, aventura e étnico-afro.

“Através do COMTUR, entre outras ações, estamos desenvolvendo o Circuito das Cervejarias Artesanais, o Roteiro Afro-Étnico, Circuito Gastronômico, o Roteiro de Cicloturismo, o roteiro By Night Cultural de Lauro de Freitas, com o objetivo de potencializar a experiência do turista na cidade. Cabe destacar que os meios de hospedagens e setor de bares e restaurantes estão preparados para receber os turistas e o público em geral, seguindo as normas, protocolos e orientações da Organização Mundial da Saúde, Ministério do Turismo, Governo do Estado da Bahia, ANVISA e Prefeitura de Lauro de Freitas”, concluiu.

O COMTUR é composto por 32 conselheiros, entre titulares e suplentes, para o biênio 2021-2023. As cadeiras dos conselheiros estão divididas por representantes da sociedade civil, poder executivo e poder legislativo.

“Se o Turismo for levado a sério, toda a cadeia empresarial sairá beneficiada, mas é fundamental que os gestores procedam uma boa ‘ arrumada na casa’, principalmente nos acessos às praias do município”. Marcos Almeida, consultor turístico e agente de viagens.

A Terça da Benção, no Izakaya Hall, o point Villa Armazém, o novíssimo Maria Judith e a chegada do Armazém Hall, com inauguração prevista para dezembro, são apenas algumas das opções que prometem movimentar a alta temporada em Lauro de Freitas.

As dicas são de Marcos Almeida, agente de viagem e consultor turístico, que apesar de não ser natural de Lauro de Freitas, acumula larga experiência no setor e há anos vem construindo uma relação de amor com a cidade. Para ele, com a implantação de novos atrativos turísticos, como bons restaurantes, casas de shows e o próprio Parque Shopping Bahia, não demora para que Lauro de Freitas deixe de ser cidade de passagem e entre no circuito turístico organizado por grandes operadoras de turismo do Brasil.

“Lauro de Freitas tem um grande potencial turístico, e para além das praias dispõe de atrativos, como novos restaurantes, o Parque Shopping Bahia, além da chegada, em dezembro, da maior casa de shows do Nordeste. Isso deixará Lauro de Freitas preparada para receber novos investimentos, inclusive na área hoteleira. Mas é fundamental destacar que precisamos dar uma boa arrumada no cartão postal da cidade, que é o acesso às belas praias do município”.

Apesar do pouco tempo para o verão 2021/22 e o cenário pandêmico ainda presente, Marcos Almeida acredita que com os investimentos certos e maior atenção para a infraestrutura da cidade, sobretudo nos acessos para as praias, os empresários podem se beneficiar desta temporada, principalmente porque as associações que compõem o setor se organizaram e pensaram no ‘modus operandi’ para este momento, o que tem sido um grande diferencial para a retomada das atividades.

“A cidade conta, há cerca de 60 dias, com a nova gestão do COMTUR, que é dirigida nesse momento por líderes qualificados que podem, através de ideias, envolver outros segmentos para o crescimento de Lauro de Freitas como cidade turística. Ganha com isso, não apenas o setor hoteleiro, mas também taxistas, receptivos, restaurantes, bares, barracas de praia, artesanato. Se o Turismo for levado a sério, toda a cadeia empresarial do segmento sairá beneficiada", declara.

“Entendemos que falta o desenvolvimento de planos de marketing, promocional e cultural, para impulsionar o turismo na nossa cidade”. Márcio Seabra, empresário do setor de bares e restaurantes

Márcio Seabra é mais um dos otimistas empresários com a chegada da alta temporada em Lauro de Freitas. Sócio do Caranguejo de Vilas e das barracas de praia Villas dos Corais, Mare Blú e Odoya, a expectativa é que com a estabilização e o declínio da Covid-19, e consequentemente de algumas restrições internacionais impostas pela pandemia, a recuperação seja de mais de 20% de crescimento se comparado com o ano passado.

“O setor de bares/restaurantes foi um dos primeiros setores a investir e se preparar para atender todas as medidas protetivas contra a Covid-19, além de um forte trabalho de conscientização de nossos clientes e parceiros. Temos percebido um aumento exponencial no movimento, ao ritmo da vacinação, mas é claro que não podemos chamar de normal, pois até mesmo o hábito de nossos consumidores e clientes mudaram, por exemplo: nossos clientes hoje procuram ambientes mais abertos, com ventilação natural; antes a proximidade de clientes era tido como positiva, mas agora eles preferem ambientes com mesas mais afastadas e privacidade”, frisou.

Empresário do setor há 20 anos em Lauro de Freitas, Márcio acredita no potencial turístico da cidade, que cada vez mais deve ser explorado de forma consciente e sustentável, mas sente que faltam investimentos. “Do ponto de vista do apoio de órgãos públicos, ainda estamos buscando um plano de parceria e incentivos para que possamos reerguer este setor que é tão importante na economia brasileira. Já quanto à exploração do turismo enquanto atividade econômica, apesar de existir uma variedade incrível de restaurantes e atrações noturnas, sentimos que falta o desenvolvimento de planos de marketing, promocional e cultural que possam impulsionar ainda mais o turismo na nossa região”, concluiu.

Acreditando no sucesso do verão 2021/22, Márcio realizou investimentos em seus empreendimentos, como a revitalização da barraca Mare Blú e a inauguração da barraca Villas dos Corais, além da implantação de parque infantil na barraca Odoya, grade de atrações musicais ao vivo, adequada tanto para o ambiente das barracas como para o Caranguejo de Vilas, sem perder o foco nas medidas de segurança ainda necessárias.
 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui