Aposentado, você trabalhou em dois lugares ao mesmo tempo? Nova revisão permite somar salários e aumentar sua aposentadoria

0
609
advogado fala sobre aposentadoria
advogado fala sobre aposentadoria

Em decisão recente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), aposentados de qualquer profissão que tiveram dois trabalhos ao mesmo tempo têm direito à soma dos seus salários no cálculo da aposentadoria do INSS. É a chamada Revisão das Atividades Concomitantes. “Atividades concomitantes, na prática, é quando a pessoa trabalha em mais de uma empresa ao mesmo tempo, ou paga INSS por, no mínimo, dois vínculos de trabalho. Isso gera duas ou mais contribuições, mas o INSS só considerava uma delas e reduzia a outra”, explica Eddie Parish, advogado especialista em causas contra o INSS.

A REVISÃO TEM PRAZO E PRECISA DE CÁLCULOS DE UM ESPECIALISTA

Para fazer a revisão, é necessário fazer os cálculos com um especialista. Caso a soma dos salários das atividades exercidas ao mesmo tempo resulte em aumento da aposentadoria, o advogado de confiança ingressará com a ação judicial. “O INSS não faz os cálculos de forma automática, é preciso a ajuda de um profissional que analise o caso e a possibilidade da ação judicial”, aconselha Eddie Parish, ao complementar que a revisão tem prazo e deve ser ajuizada em até 10 anos após a aposentadoria. “O aposentado precisa verificar o seu caso o mais rápido possível, pois o Direito não socorre aos que dormem”, adverte o profissional.

“Professores, médicos e demais profissionais da área de Saúde, bem como autônomos e pessoas que conciliaram o emprego de carteira assinada com outros trabalhos, foram os principais prejudicados em suas aposentadorias”, afirma o advogado Eddie Parish.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui