Arrume as malas 2023 tem 8 feriados prolongados; Turismo já mostra recuperação

0
492
turismo aquecido no brasil
Gramado, na Serra Gaúcha, é o principal destino de inverno no Brasil e esse título é muito merecido. A cidade possui vários parques, museus, restaurantes e atrações de todo tipo. Foto: depositphotos/pedrommora esphotos

Após dois anos de restrições, o setor de turismo no Brasil comemora os resultados alcançados nos meses de janeiro e fevereiro de 2023. Os dados são animadores, tanto para as empresas do segmento, como para a cadeia de serviços, a exemplo de hotelaria, alimentação e transportes, gerando renda e ampliando a capacidade de geração de empregos. A expectativa para o ano é de grande expansão nos próximos meses, com a recuperação do setor alcançando os índices pré-Covid.

A Fecomercio projeta um faturamento de 53,6% maior em comparação com o ano passado, já incluindo a adesão de novos destinos que estão surgindo como opção para os consumidores. Na análise dos resultados do terceiro trimestre de 2022, as operadoras de turismo já apresentavam crescimento de 100% (ou mais) no faturamento em relação a 2021.

O destaque de 2022 foram as viagens de negócios, com crescimento de 90% entre janeiro e novembro, se comparado com o ano anterior (Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas – ALAGEV). Apenas no mês de novembro de 2022, dados da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), revelam que as viagens a trabalho movimentaram R$ 1,06 bilhão.

Para 2023, o desafio do setor é ampliar a oferta de produtos e serviços com preços diferentes para atender a uma base maior de clientes, diversificando os destinos das classes A e B, e incluindo as viagens no orçamento das famílias de classe C, isso além de, possivelmente, atender ao mercado internacional, que pode voltar a considerar o Brasil uma opção.

Aproveite os feriados

De acordo com relatório produzido pelo Sebrae e Fundação Getulio Vargas, o aumento do número de pessoas viajando e a reabertura de atrações turísticas foram apontados como fatores determinantes para a recuperação do setor. E a tendência é que o número de viagens em 2023 aumente por conta dos feriados nacionais prolongados.

Sexta-feira da Paixão (7/4) e Dia de Tiradentes (21/4), caem em uma sexta-feira; Dia do Trabalho (1º/5) e o Natal (25/12), em uma segunda-feira. Corpus Christi (8/6), Independência do Brasil (7/9), Nossa Senhora Aparecida (12/10) e Dia de Finados (2/11), caem em quintas-feiras, o que pode gerar potencial para que as folgas sejam emendadas, “enforcando” as sextas-feiras.

Para essas datas, a tendência é o aumento da procura por destinos nacionais, com destaque para as praias e locais históricos. A procura por destinos alternativos, como montanhas e florestas, também apresenta crescimento, que está associado à ampliação de serviços turísticos.

Em 2022, por exemplo, Gramado, na Serra Gaúcha, ficou entre os destinos nacionais mais buscados pelos soteropolitanos. Os baianos aproveitaram todo o romantismo colonial, os parques temáticos e pistas de patinação no gelo, além de conhecer o Mini Mundo e o Lago Negro. Já para quem não abre mão do sol, o destino escolhido foi Fortaleza, no Ceará, que oferece locais atraentes, passeios de veleiro e a feirinha de artesanato da Avenida Beira Mar.

Dentre os destinos internacionais, os destaques ficaram com Lisboa e Paris, seguidos pela Flórida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui