Dicas para evitar brigas entre cães e gatos

0
514
como evitar brigas entre os animais

Se na residência houver um filhote, trazer um animal mais velho pode não ser uma boa ideia. Há casos em que uma cadela pode receber filhotinhos – seja de cão ou de gato – de forma receptiva, de certa forma até como se eles fossem suas crias. A combinação de fatores como idade e hábitos em comum dos animais é um bom começo de convivência pacífica.

A maior parte das desavenças entre os animais se dá por conta de território. O animal dominante, geralmente o primeiro, ou que está a mais tempo do ambiente, não vai querer perder seu espaço, e por isso é comum que o pet fique agressivo e até depressivo com a chegada de um novo bicho em casa. É importante que se crie ambientações para que os animais se sintam bem e não tenham a competição por território estimulada. Brinquedos, caminhas, banheirinhos e potes de água e ração não devem ser compartilhados, cada animal deve ter o seu. Além disso, é interessante que haja alguma ambientação para os gatos, com nichos ou plataformas onde os animais possam ficar no alto – é um comportamento natural desses animais – e que sejam uma área de “refúgio” caso eles sejam atacados ou perseguidos pelos cachorros.

A competição entre os pets também pode ser causada por atenção desmedida entre os animais. O tutor deve dar a mesma atenção a todos os animais, começando em especial pelos pets que vivem há mais tempo no local. Da mesma forma, na hora de distribuir a comida, os primeiros bichos do local devem ser alimentados primeiro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui