Estudantes do CEEPTIC criam rastreador para pessoas idosas e neurodivergentes

0
231
estudantes de lauro de freitas criam dispositivo para pessoas idosas

O Echo-Tracker Bracelet é uma resposta empática aos desafios enfrentados por pessoas próximas às estudantes

O propósito de ajudar pessoas idosas, neurodivergentes e portadoras de doenças neurodegenerativas incentivou as estudantes Evelyn Rodrigues da Silva, de 16 anos e Ana Clara Cerqueira Lima dos Santos, de 15 anos, a criarem o projeto Echo-Tracker Bracelet – Pulseira Rastreadora Ecológica. Alunas do Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia da Informação e Comunicação (CEEPTIC), de Lauro de Freitas, as estudantes desenvolveram um rastreador, em tempo real, para localizar pessoas ao saírem sozinhas de suas casas.

O eco-rastredor é uma resposta empática aos desafios enfrentados por pessoas próximas às estudantes. “Víamos de perto a dificuldade em relação à mobilidade de algumas pessoas, como o meu tio, que possui Alzheimer e um colega nosso de classe, que é autista. Pensando em uma melhor vivência para essas pessoas, nasceu a ideia do projeto. Resolvemos elaborar um eco-rastreador de fácil manuseio tanto para quem for utilizá-lo, quanto para os familiares que vão monitorá-lo em tempo real”, explica Evelyn.

Para utilizar a pulseira rastreadora, basta fazer o carregamento da bateria via USB tipo C e colocar no braço da pessoa a ser rastreada. O monitoramento será feito por meio do aplicativo Eco Tracker, que está sendo desenvolvido pelas estudantes, permitindo localizar a pessoa através do chip M2M, PIN e QR-code de rastreio. O aplicativo oferece a possibilidade de configurar a pulseira de acordo com as necessidades do usuário, incluindo recursos como a GeoCerca, um “limite de segurança”.

As estudantes mostraram o projeto na 11ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (Feciba), e alcançaram o primeiro lugar nas duas primeiras fases da feira. Para o futuro, as estudantes expressaram o desejo de continuar trabalhando no projeto e aperfeiçoá-lo para o mercado. “Vamos terminar o desenvolvimento do nosso aplicativo próprio para rastreio e diminuir alguns custos de produção para conseguir fabricar mais unidades e comercializar as pulseiras”, afirma Evelyn. O professor orientador das alunas é Jorge Bugary Teles Junior.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui