Força materna: uma jornada de superação diante a descoberta do câncer na gestação

0
596
luta contra o cancer na gestacao

A maternidade é uma jornada repleta de desafios e alegrias, mas quando uma mulher enfrenta o diagnóstico de câncer durante a gestação, sua força e resiliência são postas à prova de maneira intensa e única. Essa foi a realidade enfrentada por Gueise Silva dos Reis, que descobriu um tumor no pulmão aos três meses de gravidez.

“Foi uma notícia avassaladora. Sempre sonhei em ser mãe, meu filho foi desejado, eu estava num momento radiante da minha vida e essa revelação caiu como uma bomba. Fiquei devastada, meu chão se abriu”, relembra a analista financeira, de 40 anos, moradora de Lauro de Freitas.

Segundo ela, o maior desafio foi assimilar todas as informações e tomar difíceis decisões quanto ao tratamento do câncer, considerando os riscos para sua própria saúde e a do bebê. “De imediato, a alternativa seria interromper a gestação e, para mim, isso era algo impossível. Avisei toda família e equipe médica que seguiria até o meu limite respiratório para ter o meu filho e assim foi acatado. Mesmo sabendo que não iria poder amamentá-lo e ficaria longe dele por quase dois meses ao dar início ao tratamento”, salienta Gueise.

Durante esse período difícil, o apoio emocional dos familiares, amigos e da equipe médica do Programa Nascer Bem, da Hapvida NotreDame Intermédica, fez diferença. “Receber todo carinho, cuidado e escuta ativa deles foi fundamental. Eles me deram total apoio em tudo que precisei. Encontrei força e determinação dentro de mim para enfrentar todos os desafios pelos quais estava passando e, por meio de todo suporte oferecido, mantive um espírito positivo e esperançoso para o futuro”, conta.

“Não via a hora de retornar o quanto antes para casa, ter contato com meu bebê e poder dar início ao tratamento do câncer”, enfatiza a mãe do pequeno Théo, que já completou um ano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui