Gatos também podem sofrer com depressão; saiba como tratar

0
798
Como cuidar de animais com depressao
Foto: Freepik Company

Conhecidos pela sua independência e “desapego” com os humanos, os gatos normalmente são vistos como animais fortes e sem carências, mas, assim como os humanos, os felinos também podem sofrer com depressão. Mudanças bruscas na rotina, como do local onde mora, chegada de um novo animal de estimação ou a separação de alguém ou algo, podem impactar negativamente na saúde mental dos bichanos

“Entre os principais motivos da depressão nos felinos estão os estímulos estressantes como barulhos constantes e contatos conflitantes com humanos e outros animais da casa. Além disso, falta de atividades interativas entre tutor e animal e o distanciamento ou corte de vínculos afetivos com outros indivíduos (luto ou separação) também podem afetar o animal”, alerta a médica veterinária Verena Marques.

A professora frisa que os tutores podem adotar ações preventivas para evitar quadros depressivos. “A prevenção se baseia no enriquecimento ambiental e cognitivo do paciente, reduzindo estresse e propiciando um ambiente seguro e confortável para o gato dentro de casa, tornando as interações com outros indivíduos da casa mais tranquilas”.

A profissional também esclarece que os tutores devem ficar atentos aos sinais, já que existem alguns sintomas de depressão que auxiliam no diagnóstico, como apatia, dormir ou miar mais que o normal, falta de apetite, recusa de alimentos e urina e fezes em locais não apropriados. Antes de diagnosticar o animal com depressão, porém, é preciso primeiro buscar a ajuda de um veterinário para descartar outras doenças nos gatos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui