MENOPAUSA: Uma oportunidade que deve ser aproveitada

0
783
menopausa como aproveitar com saude
Foto: Freepik
celia costa

Nós médicos, que interagimos com mulheres na fase de climatério, temos uma oportunidade maravilhosa e uma obrigação significativa, pois podemos oferecer anos de benefício a partir dos cuidados preventivos à saúde.

Menopausa é um evento natural, definido como a data da última menstruação confirmada após 12 meses consecutivos sem menstruação, que ocorre, geralmente, por volta dos 51 anos de idade e caracteriza o fim da capacidade de ter filhos.

Na peri-menopausa, a maioria das mulheres terá alguma irregularidade menstrual. Apenas 10% delas param de menstruar abruptamente. Os sintomas mais comuns são: ‘ondas de calor’, ou fogachos – rubor e calor na face, pescoço e tronco (pode ter aceleração dos batimentos cardíacos, sudorese, calafrios e ansiedade); insônia, gerando fadiga e irritabilidade; diminuição do desejo sexual; alterações genitais, desconforto no ato sexual, aumento do risco de infecções urinárias de repetição e perda de urina; dores de cabeça, principalmente em mulheres mais sensíveis às flutuações hormonais; mudanças na pele, cartilagem e articulações, podendo levar a aumento da queda e afinamento do cabelo, pele seca, dores articulares; sintomas psíquicos, como mau humor, depressão, ansiedade, memória fraca também podem estar relacionados; perda da massa muscular(sarcopenia) e da massa óssea (osteopenia) aceleram após menopausa, com aumento do risco de osteoporose e fraturas das vértebras, quadris, costelas e extremidades; mudanças corporais e metabólicas com ganho de peso corporal total e aumento da gordura abdominal; doenças cardiovasculares aumentam de duas a três vezes após menopausa, com aumento contínuo dos riscos ao longo dos anos.

O objetivo principal do tratamento com reposição de hormônios (TH) é o tratamento dos sintomas vasomotores, entretanto existem evidências que mostram benefícios da TH no controle da perda óssea e da osteoporose, nos sintomas genitourinários, nos distúrbios do humor e do sono, na resistência insulínica e prevenção do diabetes, na demência, na diminuição do acúmulo de gordura, na melhora da qualidade de vida e inclusive na prevenção das doenças cardiovasculares quando iniciada adequadamente.

Para fazer a reposição dos hormônios, os médicos prescrevem pelas vias oral, transdérmica (adesivos e géis), vaginal e na forma de implantes sub-cutâneos. Esses hormônios são encontrados prontos em farmácias convencionais ou manipulados nas farmácias de manipulação. Existe uma forte tendência em se prescrever hormônios bioidênticos, substâncias com a mesma estrutura química e molecular encontrada nos hormônios produzidos no corpo humano. Muitos acreditam que sejam uma nova opção de tratamento e que precisam ser manipulados, quando, na verdade, são produzidos pela indústria farmacêutica há muito tempo. 

Apesar dos vários benefícios que a TH oferece às mulheres, sabemos que nem todas podem fazer uso de hormônios. Para que haja ganho de vida e de qualidade de vida, os benefícios devem superar os riscos. As principais contra-indicações do tratamento hormonal são o câncer estrógeno dependente (mamas, endométrio, ovários), sangramento genital de causa desconhecida, portadoras de doença das coronárias, passado de trombose ou AVC, doença hepática ativa e lúpus.

CÉLIA COSTA CRISÓSTOMO é médica ginecologista, obstetra e acupunturista (CRM 11174/ RQE 3907 / 6072)

CLAM CENTRO – Praça Santo Amaro de Ipitanga, 16 (ao lado da Igreja Matriz). Tels.: 3378-0883 / 3287-0125 / 3287-0190 / 3287-0185. 9 9164-5123.


CLAM VILAS – Rua Itagi, 590. Centro Com. Milmares, lj 2 (ao lado Banco do Brasil). Pitangueiras. Tels.: 3379-0643 / 3379-8523 / 3369-2024. 9 8643-6654

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui