domingo, junho 26, 2022
spot_imgspot_img
InícioCulturaBalé Folclórico da Bahia lança festival e volta aos palcos; Lauro de...

Balé Folclórico da Bahia lança festival e volta aos palcos; Lauro de Freitas receberá oficinas de dança

O Balé Folclórico da Bahia, único grupo profissional de danças folclóricas no Brasil, está de volta aos palcos depois de mais de dois anos sem apresentações e de quase encerrar definitivamente suas atividades. O retorno aconteceu em abril e segue até novembro com uma extensa programação de shows, exposições e oficinas. O primeiro show aconteceu dia 25 de abril, no Teatro Miguel Santana, sede da companhia no Pelourinho, em uma apresentação especial apenas para convidados. O público pagante confere o espetáculo desde o dia 29 de abril.

“Neste primeiro momento o balé fará apresentações três dias da semana, às segundas, quartas e sextas, às 19h, como uma forma de testar esse novo momento pós pandemia, quando o fluxo de turistas na cidade ainda caminha a passos curtos. Com o passar do tempo e a depender das mudanças que ocorram no mercado turístico, o Balé Folclórico aumentará os dias de apresentação até voltar ao antigo esquema de espetáculos diários”, esclareceu Vavá Botelho, fundador e diretor geral da companhia.

Os ingressos seguem com o mesmo valor de 2020, com a meia entrada promocional valendo para todos, como forma de atrair o público local e fidelizar novos espectadores. O ingresso promocional custa R$60,00.

A partir de 1º de julho até 15 de novembro, a companhia prepara o novo espetáculo “O Balé Que Você Não Vê”, com três coreografias inéditas, que foram criadas em 2018, quando o Balé Folclórico completou 30 anos, mas que por falta de patrocínio na época, não foram apresentadas ao público. A estreia mundial acontecerá em novembro, mês que homenageia a cultura negra no Brasil, com quatro apresentações na sala principal do Teatro Castro Alves, sendo dia 17 de novembro uma apresentação gratuita para escolas públicas das redes municipal e estadual, e nos dias 18, 19 e 20 para público pagante.

Além da estreia do espetáculo, o BFB irá inaugurar a exposição “O Olhar do Tempo”, com curadoria e projeto expográfico de Rose Lima, que contará através de uma exposição interativa a história dos 34 anos da companhia. A exposição será aberta ao público em 1º de novembro e ficará aberta ao público durante todo o mês, no Foyer do TCA, com entrada gratuita.

Oficinas
Além da vocação artística, o Balé Folclórico também se destaca pelo trabalho social: “nos 34 anos do Balé já formamos mais de 700 bailarinos, a maioria deles oriundos de comunidades de baixa renda”, frisou Vavá Botelho.

Durante o Festi val Balé Folclórico da Bahia, serão realizadas oficinas de dança afro-brasileira e percussão em dez comunidades de baixa renda de Salvador e em lauro de Freitas, com o objetivo de levar o trabalho do Balé Folclórico aos jovens que não têm oportunidade de ter uma formação artística.

As inscrições para as oficinas são gratuitas e para participar é preciso ter no mínimo 16 anos de idade e preencher a ficha de inscrição. Não é exigido formação prévia em dança ou percussão. Cada oficina tem duração de seis dias e as aulas acontecem de segunda-feira a sábado. Em Lauro de Freitas as oficinas acontecem no Centro Cultural de Lauro de Freitas, de 9 a 14 de maio.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- P u b l i c i d a d e -
Google search engine

EM ALTA

COMENTÁRIOS RECENTES