terça-feira, agosto 9, 2022
Day Hospital Cof
InícioNotíciasCidadeLauro de Freitas inicia atividades do Movimento Julho das Pretas

Lauro de Freitas inicia atividades do Movimento Julho das Pretas

Para dar visibilidade ao Julho das Pretas e ao Dia Internacional da Mulher Afro-Latino Americana e Afro-Caribenha, comemorado no dia 25 de julho, a Prefeitura de Lauro de Freitas, através da Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial (Sepadhir), organizou uma programação especial, com atividades e debates acerca do tema. As atividades serão gratuitas e divididas em dois momentos, nos dias 13 e 25 de julho. 

No dia 13 de julho, a ação será no auditório da Unime, das 14h às 17h. Além das atividades culturais, será realizada uma roda de conversa, com o tema “Em defesa da vida das mulheres negras pelo bem viver”, com a participação de Nairobi Aguiar, historiadora e especialista em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça, e de Gilmara Bittencourt, enfermeira especialista em Saúde da População Negra. 

A superintendente da Sepadhir, Aline Santos, destaca a importância do diálogo, para enfrentamento ao machismo, racismo e LGBTfobia. “Nesse mês, ressaltamos a importância da luta das mulheres enquanto um processo de transformação das relações sociais. Traz em evidência as formas como as mulheres negras têm suas vidas perpassadas pelo racismo estrutural, institucional e outras violências. Em parceria com a sociedade civil, vamos realizar nossa roda de diálogo, tendo como finalidade pautar na agenda política os direitos dessas mulheres, tendo em vista, que ocupamos os piores indicadores em relação à política de assistência social, seguridade e previdência, emprego e renda e espaço de poder”, comentou.

De acordo com a historiadora Nairobi Aguiar, o “Julho das Pretas” é um movimento importante para que as pessoas reflitam sobre a dívida histórica que o estado brasileiro tem com as mulheres negras. “É uma oportunidade de tratar de duas formas de opressão que estão em uma encruzilhada. O ser mulher, que enfrenta diversas vulnerabilidades na sociedade, e quando se trata de uma mulher negra, essa opressão chega de uma forma mais intensa. Mas estamos vivas, resistindo, cobrando política pública para esse segmento tão importante da população”, disse.

O segundo momento do Movimento “Julho das Pretas” será no dia 25/07, com a Feira da Diversidade, no Quilombo do Quingoma. A feira tem como tema central “O protagonismo das mulheres negras”, com exposições e vendas de produtos artísticos e culturais. A programação conta ainda com desfile afro, oficina de turbante, roda de diálogo, atendimento à saúde da mulher negra, roda de capoeira feminina, entre outras atividades. A Feira será aberta ao público e acontece das 14h às 17h30.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- P u b l i c i d a d e -
Google search engine

EM ALTA

COMENTÁRIOS RECENTES